Tipos de Períodos Dasa no Sistema Jaimini

marcadores do tempo

Neste artigo falamos dos tipos de Dasas no sistema Jaimini. Já falámos do Chara Dasa, um dos mais usados na prática astrológica.  Ao contrário do que sucede com Parashara, que considera quase sempre períodos planetários, no sistema Jaimini os períodos dasa são de signos.

Tipos de Dasas no sistema Jaimini

Para além do Chara Dasa, já referido, temos: Sthira dasa, Trikona Dasa, Shula Dasa, Ravi Dasa, Kendra Dasa, Varnada Dasa, XJdu Dasa, Navamsa Dasa, Brahma Dasa, Yogardha Dasa, Drig Dasa, Nakshatra Dasa, Mandooka Dasa.

Agora, embora tenha mencionado estes dasas, Jaimini deixou parcas informações sobre como estes deveriam ser usados.

O Dr B. V. Raman refere  , na obra Studies in Jaimini Astrology a experiência de outro estudioso da astrologia de Jaimini   prof B. S. Rao, que ajuizou que o Chara dasa  e Trikona  dasa se podem aplicar a todos os horóscopos e que o Navamsa Dasa permite prever o timing dos eventos mais importantes da vida.

Ainda na opinião do autor referido, para determinar a longevidade o Chara dasa ou Niryana Shula dasa são os melhores.

Quanto a B. V. Raman, na sua opinião os dasas mais importantes do sistema Jaimini são o Chara Dasa e o Sthira Dasa. E acrescenta uma nota que consideramos importante e é a de que não deve haver dogmatismo na aplicação destes dasas: a experiência e a intuição do astrólogo devem decidir quando faltam as regras definidas pelos sábios.

O Chara dasa e o Sthira dasas são os mais usados pela comunidade astrológica que pratica as técnicas do sistema Jaimini. O próprio sábio Jaimini tinha predileção pelo Chara dasa.

Por sua vez o Sthira dasa  é usado essencialmente para determinar a longevidade e a morte.

Para calcular o  Sthira Dasa dividem-se os signos em 3 categorias- signos fixos, mutáveis, cardinais. O período de um signo cardinal é de 7 anos; o de um signo fixo é de 8 anos e o de um signo mutável é de 9 anos.

O Sthira dasha começa , segundo uma das duas abordagens deste dasa, ou no Ascendente ou na 7ª casa se esta for mais forte. Comentando esta abordagem, o DR. Raman afirma que ela não é apoiada por Parashara nem por Jaimini, que escreveu que o Sthira Dasa se inicia pelo signo que contém Brahma, enquanto os seguintes seguem a ordem normal.

Alguns afirmam, no entanto, que a ordem dos períodos  dasa seguintes depende de o signo inicial ser masculino ou feminino: se for masculino, a ordem dos períodos dasa é direta (seguindo a ordem natural do Zodíaco);  mas, se o signo inicial for feminino, a ordem dos períodos dasa seguintes é a contrária (para trás).

O Trikona Dasa inicia-se pela, casa entre as trikona, que é mais forte: Ascendente, ou 9ª casa. Agora a direção dos períodos dasa depende de o signo pertencer ao grupo de Nakshatras designado por Savya (palavra em sânscrito que significa movimento direto)  ou ao grupo dos Nakshatras Apasavya ( palavra que significa, em sânscrito, movimento para trás ou retrógrado).

É fácil saber se um Nakshatra pertence a um ou outro grupo: os 27 Nakshatras dividem-se em grupos de 3 que alternam entre si, de 3 em 3 Nakshatras, começando por Ashwini, depois Bharani depois Krittika,  os 3 formando um grupo Savya, depois os 3 Nakshatras seguintes formam um grupo Apasavya; os 3 seguintes voltam a formar um grupo Savya, etc.

Para determinar a orientação dos períodos dasa, segue-se o mesmo princípio, mas tendo em conta que são períodos  de signos relacionados com o  signo inicial em termos de casas trikona (1, 5, 9 casas a contar do primeiro signo).

Assim, se um período dasa se inicia em Caranguejo, um signo que pertence o grupo apasavya, o segundo dasa será de o de Peixes, contando-se para trás (5 casas para trás). O dasa seguinte será o da 9ª casa a contar do signo inicial , para trás pois foi essa a direção inicial do ciclo). Se a ordem inicial fosse direta, a contagem seria segundo o movimento normal do Zodíaco.

Para determinar a duração do Sthira Dasa usa-se o mesmo método dos cálculos do Chara dasa, contando o número de signos que separam o signo inicial do seu regente. A contagem é feita  segundo a ordem do Zodíaco quando o signo onde está o planeta regente pertence ao grupo Savya e para trás quando o regente está colocado num  signo que pertence ao grupo Asavya.

Para calcular os períodos antardasa do Dasa Trikona procede-se do mesmo modo já explicado para o chara dasa: se o signo inicial for do grupo savya a ordem dos subperíodos é direta, se for apasavya a ordem é contrária à do zodíaco.

Quanto à sua duração, é de 1/12 da duração do período dasa: se este dura 11 anos, o subperíodo dura 11 meses e o subperíodo inicial é o do signo do período maior.

Se, partimos, no exemplo dado, de Caranguejo como signo inicial, um signo do grupo Apasavya, começamos com um período de 11 meses e, para o segundo período contamos para trás 5 signos  e temos Peixes como o segundo subperíodo; o 3º período será o do 9ª signo a partir do signo Caranguejo, e será Escorpião, ao contarmos para trás.

Varnada Dasa

Apesar de existirem várias opiniões sobre o início do período dasa, Jaimini indicou que isso deve ser decidido de acordo com o primeiro signo: Se o Ascendente é um signo masculino, parte-se deste e conta-se  o signo seguinte na ordem do Zodíaco; se é feminino, conta-se na ordem inversa a partir da 12ª casa.

O Ascendente a considerar aqui é o Ascendente especial designado por Varnada e não  o normal Ascendente da Rashi. Mas, sendo de pouca utilização, não exploramos mais este dasa neste artigo.

Niryana Sula Dasa

Já o Niryana Sula Dasa é bastante popular entre os astrólogos que praticam a astrologia de Jaimini.

O método mais usado para calcular este dasa parte do Ascendente, quando este é um signo masculino e da 7ª casa quando é um signo feminino. Também se segue o mesmo princípio de contagem dos signos- em movimento direto se o signo Ascendente é masculino ou em ordem inversa quando é masculino.

A duração do Niryana Sula dasa é de 9 anos.  Em artigos posteriores falaremos mais deste dasa.

Também Poderá Gostar de Ler