Glossário Astrológico- Ascendente

ator vendo a sua imagem ao espelho

Neste artigo descrevemos o significado do Ascendente. Muito se pode dizer sobre este assunto  mas deixamos aqui alguns significados básicos.

O Ascendente é o signo que se ergue no horizonte no momento de nascimento ou o signo que ascende nesse preciso momento, no horizonte terrestre. A cada duas horas, muda um signo no horizonte e de quatro em quatro minutos, muda um grau num signo.

Por esta razão, pode acontecer que duas pessoas gémeas tenham Ascendentes diferentes, devido a não «nascerem» exatamente à mesma hora e minuto.

O Ascendente é a 1ª casa do horóscopo e o planeta que rege o signo Ascendente é geralmente aquele que governa o horóscopo. Porém, pode acontecer que, quando este planeta está fraco ou severamente aflito, outro planeta mais forte assuma essa função.

Na astrologia tradicional, evitava-se a «designação» automática do regente do Ascendente como o planeta que rege o horóscopo, ao procurar o Almuten e também o Almuten Figuris  ou o regente da Genitura, avaliando primeiro através de métodos quantitativos, qual é o planeta mais forte no horóscopo.

Na Astrologia ocidental, o Ascendente desempenha o papel que, na Astrologia da Índia, é conferido ao Arudha lagna pois considera-se que o Ascendente revela a personalidade exterior, mostrando também a aparência do nativo e respetivos atributos físicos bem como a disposição geral da pessoa para agir no mundo. Representa igualmente o modo como os outros veem o nativo.

E, porque  o modo como a pessoa se vê a si mesma depende em grande parte do modo como os outros a veem, o Ascendente representa a «autoimagem» que o nativo faz de si próprio.

Note-se, a este propósito, da caracterização do Ascendente como «persona» e não como o «real ser» da pessoa pois todas as autoimagens resultam de uma construção que cada pessoa faz da sua identidade, a partir das interações com o mundo e com os outros e que a levam a desenvolver uma autoimagem, uma autoestima e uma noção de autovalor .

Esta construção é, na verdade, o «ego» que se desenvolve a partir da relação com o mundo e das perceções que a mente faz dessa relação.

Distingue-se por isso do significado do Sol, que representa a imagem interna da individualidade, situada num plano mais profundo e «ideal».

A Lua e o Ascendente são os elementos que ligam essa realidade profunda solar (e que na Índia se associa à «centelha divina» ou «atma») ao mundo físico no qual a pessoa encarna. Representam, desse modo, os componentes morais do ser , ao passo que o Sol representa o «arquétipo» do espírito individualizado que encarna na Terra.

Por essa razão, a Lua e o Ascendente dizem mais sobre as condições concretas da vida humana encarnada do que o signo solar.

O Ascendente , a partir do signo que lhe corresponde, do planeta que o rege e da sua disposição geral (planetas aí colocados ou aspeto de outros planetas) indica a força de vida do nativo, a sua força para «vingar» no mundo material e também potenciais problemas de saúde e situações de doença, incluindo os tipos de doença  que são mais prováveis.

O Sol e a Lua, quando estão colocados no Ascendente  ou formam aspeto com este, contribuem para determinar a força de vida, a aparência e capacidade de sucesso geral do nativo.

Dependendo do sistema de casas usado, o Ascendente pode ou não corresponder à cúspide da 1ª casa. Por ex., no sistema de casa iguais, em que cada casa corresponde a um signo inteiro, como acontece com a Astrologia Jyotish e sucedia na Astrologia Helenística, o Ascendente situa-se em geral em algum grau do  signo que ocupa a 1ª casa.

Por ex., uma pessoa que nasceu  quando o signo Caranguejo estava a ascender no horizonte, tem Ascendente Caranguejo na 1ª casa do horóscopo mas o Ascendente estava a 6º 3’ de Caranguejo e é este grau e minutos que correspondem ao Ascendente, embora todo o signo corresponda à 1ª casa.

Há, no entanto, abordagens, como a de V. K. Choudhry da abordagem sistémica,  também na Astrologia da Índia, que consideram que o grau exato do Ascendente é o «ponto mais efetivo da casa», tanto da 1ª como de todas as restantes casas do horóscopo.

Na astrologia horária também se considera o grau do Ascendente como o ponto mais sensível da casa que representa  o querente e todos os aspetos para esse ponto têm força e significado importantes.

Também Poderá Gostar de Ler

3 Thoughts to “Glossário Astrológico- Ascendente”

  1. Carlos

    Olá! Será que vocês poderiam me orientar mais uma vez?
    Então, me chamo Carlos. Eu venho me fascinado a cada dia com a astrologia jyotish, tanto é, que havia abandonado totalmente a ocidental. Mas conforme eu fui estudando mais, fazendo diferentes usos de ayanamsas, retificação e etc, eu comecei a me enrolar todinho…

    Em meu mapa Ocidental, eu possuo:
    Sol: virgem
    Lua: escorpião
    Ascendente: gêmeos, em conjunção a Saturno
    Em meu mapa védico, possuo:
    Sol: virgem
    Lua: libra
    Ascendente touro, ainda em conjunção a saturno

    Eu me identifiquei muito com o mapa védico, mas, a bonomia, a paciência, e o físico de touro não batem comigo. O Nakshatra Rohini preside em meu ascendente, mas não tenho tamanho sensualidade e beleza, eu acho…
    Mas li também, que está beleza pode ser interna, não necessariamente externa. O Saturno poderia mudar tanto as características do meu ascendente? Eu gosto tanto de touro…o intrigante, é que eu realmente sou muito ligado aos prazeres carnais. A sensualidade, a estética, estão enraizados em mim, mas eu sou totalmente instável, como procede no mapa ocidental ( ascendente em gêmeos ). Isto me faz ” retroceder ” ao mapa ocidental, mas eu não acho isso correto, pois ao meu ver, a astrologia védica que é a correta, fazendo uso da precessão dos equinócios e etc…
    Vocês teriam algum tópico a me indicar a leitura, ou, alguma dica para eu encontrar o por quê desta ” desconexão ” com meu ascendente?
    Alguns astrólogos fazem uso de ambas as astrologias, de ambos os mapas. Seria uma influência única para cada pessoa? Para alguns a védica, para outros a ocidental, ou é loucura de minha cabeça?

    Obs: também me identifico muito com a minha lua na ocidental, que é escorpião. Mas eu sinto muito a leveza da lua libra que seria na védica.

    Ficarei imensamente grato se vocês puderem me orientar!

    1. Em primeiro lugar, gostaríamos de lembrar que , ao estudar o seu mapa, use cada sistema sem misturar conceitos de outro. A astrologia Jyotish tem as suas raízes na Astrologia Helenística, que é a fundação da astrologia ocidental. Poderá ler vários artigos sobre conceitos importantes usados pela astrologia helenística no nosso outro site A tua Vida nos Astros no menu sobre «astrologia helenística».
      Apesar das origens comuns, cada um destes ramos tem a sua especificidade própria. Pode explorar as técnicas de uma e de outra e aprender bastante com isso. o interessante da astrologia é ajudar ao autoconhecimento. Para além dos signos, os Nakshatras, incluindo o da Lua, dão muita informação importante. Encontra a descrição dos Nakshatras nesse nosso outro site. E lembre-se: tal como não há limites para o que o ser humano pode ser, o mesmo é aplicável ao que se pode aprender. e isso não acontece em poucos dias…

      1. Carlos alberto

        Muitíssimo obrigado! Vocês são excelentes! ♥️

Leave a Comment