Uso do Arudha Lagna no Início da Leitura Prashna

bola de cristal com árvore dentro

Continuamos a explorar a obra Prashna Marga, hoje falando  do uso do Arudha Lagna para «adivinhar»  motivo da  leitura prashna.

Este ponto inicial  procura estabelecer a autoridade do astrólogo e da sua análise perante o querente que o consulta, pela capacidade que mostra em , pela simples análise de alguns elementos fundamentais, como o Arudha lagna, poder indicar  eventos do passado imediato do querente, prévios à consulta.

A importância do Arudha Lagna

O Arudha lagna, que explicámos em outro artigo como encontrar na carta, é o ponto de partida de análise da carta e da leitura prashna. Esta análise permite saber que tipo de pessoas foram encontradas pelo querente no passado próximo.

O propósito desta análise é permitir ao astrólogo saber, sem precisar de perguntar, qual o assunto da questão do querente. Apesar de este aspeto ter sido muto valorizado no passado, na nossa opinião, é sempre mais avisado ouvir a pergunta do querente e usar a questão como ponto de partida.

Mas damos aos leitores as referências da obra:

Quando Saturno ou Rahu estão colocados no Arudha, ou na ou 8ª casa a partir do Arudha lagna a pessoa encontrou pessoas de  muito baixa  condição.

Quando Marte ou Mercúrio estão colocados nas posições referidas atrás, as pessoas relacionadas com o nativo  são artesãos e trabalhadores de classe baixa.

Se Júpiter ou Vénus se encontrarem nessas posições,  as pessoas relacionadas são de alta condição social, intelectuais, membros de uma elite. Vénus também indica uma mulher.

Quando o Sol está nas posições referidas, um alto dignitário ou oficial (forças militares) esteve relacionado com o nativo; Quando é a Lua a ocupar essas posições tratou-se de uma mulher. Se a Lua e Saturno estiverem em conjunção numa dessas posições, tratou-se de mulheres de má índole.

Se Vénus estiver só numa dessas posições e sem receber o aspeto de planetas maléficos, o nativo esteve em relação com uma mulher casta.

Quando o sol está colocado na 8ª casa a partir do Arudha, o nativo teve problemas com o governo ou problemas com os militares e estes deverão ter ocorrido no último domingo.[1]

Quando a Lua ocupa a 8ª casa a partir do Arudha lagna o nativo passou fome na última 2ª feira por alguma razão.

Quando Marte está colocado na 8ª casa a partir do Arudha lagna, a pessoa deu uma queda. Se Marte estiver em conjunção com o Gulika, ficou seriamente ferido, na 3ª feira.

Quando Mercúrio está colocado na 8ª casa a partir do Arudha lagna, a pessoa sofreu obstruções no trabalho na 4ª feira anterior.

Quando Júpiter está na 8ª casa a partir do Arudha lagna, a pessoa teve um atraso na realização de cerimónias religiosas ou sofreu perda de bens na 5ª feira.

Quando Vénus está colocado na 8ª casa a partir do Arudha lagna, a pessoa sofreu separação do parceiro amoroso ou teve as roupas sujas ou perdidas na 6ª feira.

Quando Saturno está colocado na 8ª casa a partir do Arudha lagna o nativo tomou a sua refeição mais tarde ou passou por uma situação de grande perigo no último sábado.

Quando Rahu está colocado na 8ª casa a partir do Arudha o nativo teve dores nas pernas no sábado.

Quando Ketu está colocado na 8ª casa a partir do Arudha, a pessoa magoou as pernas  ao embater em pedras ou rochas na última 3ª feira. Se Ketu estiver em conjunção com o Gulika, a pessoa ficou com as pernas bastante feridas.

Quando há planetas maléficos  na 3ª casa a partir do Arudha a pessoa teve de jejuar nos dias que têm a regência desses planetas.

Tal como acontece com a 8ª, a 3ª, 6ª e 12ª casas a partir do Arudha lagna são maléficas pelo que, se na carta prashna houver planetas aí colocados, é  de prever eventos desagradáveis ou negativos nos dias regidos pelos planetas.

Como nota a esta  descrição, o Dr. B. V. Raman exorta a que os estudantes façam testes sobre isto para decidirem se esta descrição continua a ser pertinente nos dias atuais. E deixa mesmo ao estudante essa decisão, não dando conta da sua opinião.

Mas nós deixamos a nossa: a descrição que fizemos  do uso do Arudha lagna no início da leitura prashna é uma curiosidade que é interessante para conhecermos e compreendermos melhor como funcionam as interpretações astrológicas mas não consideramos relevante «adivinhar» o assunto de uma pergunta na astrologia horária, devendo usar a pergunta clara feita pelo querente.

 

[1] As referências ao dia da semana, neste parágrafo e nos seguintes tem a ver com o dia da semana que os planetas em causa regem: o Sol rede o domingo, a Lua a 2ª feira, etc.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment