Glossário Astrológico- Atmakaraka

Mulher a meditar junto a curso de água

Em vários artigos neste site, sobre a astrologia de Jaimini e em outros artigos falámos do significado do Atmakaraka. Mas neste glossário vamos sintetizar alguns significados essenciais.

Na Astrologia Jyotish existem , na verdade , dois Atmakaraka: o natural, que é o Sol, e o Atmakaraka temporal  ( chara Atmakaraka) que é encontrado a partir da carta natal do nativo, correspondendo ao planeta com maior longitude no horóscopo e considerado fundamental no sistema de Jaimini.

O Atmakaraka simboliza a alma,  mostrando as tendências e afinidades mais enraizadas nesta e também as maiores oportunidades de progresso espiritual.

Como a própria palavra significa- Atma significa alma e karaka significa «indicador» –  a tradição considera que o planeta Atmakaraka é o que mostra o «desejo da alma» na encarnação terrena.

Assim, o conceito de Atmakaraka deve ser compreendido no contexto da crença na reencarnação. Na índia a tradição refere que a alma apenas encarna na Terra enquanto mantiver desejos não realizados. Assim, volta a encarnar para ter uma oportunidade de concretizar esses desejos.

No entanto, não se pense que se trata de realizar os desejos materiais  como fim em si. Diga-se que se trata de realizar esses desejos para a alma sentir que já teve o suficiente  a esse respeito e pode, por isso,  superá-los.

Deste modo, o planeta Atmakaraka, a partir do planeta que desempenha esse papel no horóscopo,  tendo em conta as casas que rege, a  posição de colocação e aspetos  recebidos e ainda a sua força e dignidade, mostra a natureza dos desejos da alma na encarnação e se estes serão ou não concretizados (e superados).

Apesar da existência de um Atmakaraka natural, é do chara Atmakaraka que falamos quando damos  estes significados pois é ele o Atmakaraka pessoal. No sistema de Jaimini, o Atmakaraka é o planeta mais importante.

Segundo a tradição da índia, o objetivo fundamental do Atmakaraka é a libertação da roda dos desejos (Samsara) que se baseia num mundo de ilusões.

No entanto, a realização de desejos mundanos pode ter um papel a desempenhar nesse processo ainda que haja o risco de a alma se deixar envolver nas ilusões do mundo e confundir o seu desejo mais profundo com o desejo de alcançar sucesso ou prazer no mundo sensorial.

A tradição também refere a luta da alma que nem sempre destrinça os reais desejos dos ilusórios e a consequente necessidade de voltar a encarnar. Com frequência, a pessoa confunde o verdadeiro desejo da alma com a satisfação de desejos relacionados com o mundo exterior.

No entanto, a única forma de a alma realizar o seu verdadeiro desejo é abandonar os «desejos ilusórios» relacionados com o mundo externo e virar-se para o desenvolvimento interno, para a consciência de que, no plano interno, o ser é completo e inteiro e só  a identificação com essa plenitude interior pode libertar a alma de futuras encarnações.

Segundo a tradição astrológica da Índia, o planeta Atmakaraka é aquele com cujo karma o nativo  tem de se confrontar mais durante a vida. É neste sentido que ele representa o «desejo da alma», que é o de se libertar do karma para não precisar de voltar a encarnar.

Os aspetos e configurações do horóscopo nos quais o Atmakaraka está envolvido no horóscopo revelam o modo específico pelo qual o Atmakaraka responde às condições gerais da vida individual.

A perceção que o nativo tem da expressão do Atmakaraka no horóscopo determina, por sua vez, a luta , ao nível da consciência, que é preciso fazer, para distinguir entre  as experiências que são meras ilusões  em relação ao desejo da alma e aquelas que, verdadeiramente, contribuem para a libertação da alma.

Deste modo, pode-se efetivamente dizer que o Atmakarka revela o desafio de distinguir entre as experiências ilusórias e as reais no caminho de libertação da alma , tarefa nem sempre fácil devido ao facto de qualquer experiência, seja esta mundana ou «espiritual» pode ter um real potencial de libertação, não havendo critérios rígidos para definir o que é «espiritual» e o que não o é nas experiências humanas.

Só o desenvolvimento da argúcia da compreensão pode ajudar a discernir, através da intuição, o que contribui ou não para o crescimento e satisfação do desejo da alma.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment