Glossário Astrológico- Graus Masculinos e Femininos nos Signos

rosa e relógio

Neste artigo falamos de graus masculinos e femininos nos signos, tal como descritos por W. Lilly.

William Lilly é uma das grandes referências da Astrologia ocidental. Tendo vivido e escrito livros magistrais nos quais ensinou os segredos da astrologia – Introduction to Astrology dedicado à Astrologia Horária (e que estamos a  explorar  na publicação do curso de Astrologia Horária no nosso site A tua Vida nos Astros) e Christian Astrology que contém os princípios fundamentais das bases da Astrologia ocidental- Lilly, como íamos dizendo, também discriminou, em cada signo, vários tipos de graus conforme os efeitos destes.

Vamos neste artigo  indicar quais são os graus masculinos e femininos   que Lilly enumera e o uso dos mesmos em Astrologia.

Graus Masculinos e Femininos

Em primeiro lugar, diga-se que em todos os signos existem graus femininos e masculinos, e são os seguintes segundo Lilly:

Signo Carneiro- graus femininos: 8, 22. Graus masculinos: 8, 15, 30.

Signo Touro- graus femininos: 5, 17, 24. Graus masculinos: 11, 21 30.

Signo Gémeos- graus femininos: 5, 22, 30. Graus masculinos: 16, 26.

Signo Caranguejo- graus femininos:8, 12, 27. Graus masculinos:2, 10,22,30.

Signo Leão- graus femininos:8,23. Graus masculinos:5, 15, 30.

Signo Virgem- graus femininos: 8, 20. Graus masculinos:12, 30.

Signo Balança- graus femininos:15,27. Graus masculinos: 5, 20, 30.

Signo Escorpião- graus femininos: 14, 25. Graus masculinos: 4, 17, 30.

Signo Sagitário- graus femininos:.5, 24. Graus masculinos: 2, 12, 30.

Signo Capricórnio- graus femininos: 11, 30. Graus masculinos: 19.

Signo Aquário- graus femininos: 15, 25, 30. Graus masculinos: 5, 21, 27.

Signo Peixes- graus femininos: 20, 28. Graus masculinos: 10, 23, 30.

Quanto ao seu uso, é importante, segundo Lilly, para determinar, quando a Lua ou o planeta significador  está neles colocado, para responder à questão, feita numa consulta horária,  se a criança por nascer numa mulher grávida será rapaz ou rapariga.

A posição dos significadores referidos em graus masculinos ou femininos dava a resposta.

Embora este uso fosse dominante, porque à época não havia meios tecnológicos para visualizar isso,  estes graus eram também usados para determinar, em outra questões, se uma certa pessoa- por exemplo, um ladrão desconhecido- era homem ou mulher.

Note-se que este não é o único critério, como refere Lilly , para determinar o sexo mas é o que se usa depois de outros critérios-  os ângulos da carta, o sexo do planeta, o caráter feminino ou masculino dos signos em que a Lua e o planeta significador estão colocados- não darem uma resposta clara ou por terem indicações femininas e masculinas  na mesma percentagem, ficando empatados.

Assim, os graus femininos e masculinos de cada signo, quando aplicáveis, são um critério de desempate.

A classificação de certos graus dos signos como femininos ou masculinos é, como dissemos antes, mais antiga do que o trabalho de Lilly. Por exemplo, Al Biruni, uma grande referência da Astrologia persa/ árabe, do século 11, também se refere  aos graus masculinos e femininos nos signos.

Mas Lilly não se limitou a esta referência dos graus dos signos, tendo ainda falado de outras classificações, como «claro e escuro», graus deficientes (Azimene), «graus que aumentam a fortuna,  etc., de que falaremos no próximo artigo do glossário.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment