Conjunção Lua Rahu na 6ª Casa Signo Virgem

Ativista dos direitos humanos

Descrevemos neste artigo os efeitos gerais da conjunção Lua Rahu na 6ª casa  do horóscopo e  no signo Virgem.

Pode ler um artigo sobre a colocação da Lua na 6ª casa aqui e no signo Virgem  aqui.

Pode ler um artigo sobre a colocação de Rahu  na 6ª  casa aqui e no signo Virgem  aqui.

Quando a conjunção Lua Rahu se dá na 6ª casa, Rahu fica duplamente em vantagem, pois dá excelentes resultados quando está nesta casa. Já a Lua, está numa posição difícil , por estar na casa de um inimigo e por estar eclipsada por Rahu,

A personalidade com esta configuração não tem acesso a qualquer sentimento de segurança efetiva por parte da mãe, dos pais e dos que a cercam. Pode ter sido alvo de abuso , violência, instrumentalização e servidão, por parte da própria família, ou com a conivência desta.

O crescimento destas pessoas é,deste modo, um processo recheado de convulsões, desentendimentos, por vezes mesmo de crime e violência continuados (exercidos sobre si ou tendo o nativo como testemunha impotente de tudo isso.

A primeira parte da vida, até depois dos trinta anos, pode por isso ser muito difícil. Mas, quando sobrevive a todas estes processos sem perder a unidade interior, este nativo atinge uma resiliência a toda a prova e pode ser um porto de abrigo para ajudar todos os que sofrem servidão, violência, exploração sexual ou pelo trabalho.

Pode dedicar-se  à medicina ou aconselhamento, terapia, advocacia, ou qualquer profissão que tenha por objetivo tornar melhor a vida os mais pobres, dos que sofrem com a negação dos mais elementares direitos.

Isto é ajudado se, para além de estar na 6ª casa, a conjunção também estiver num signo favorável à Lua, ao mesmo tempo que o planeta dispositor de ambos também está forte e não é uma energia inimiga  e está bem colocado.

Os nativos com a conjunção Lua Rahu na 6ª casa sentem-se atraídos pelos ambientes de criminalidade, servidão e exploração de todos os tipos. Não quer dizer que se tornem eles próprios criminosos e exploradores (embora isso também possa acontecer e aconteça muitas vezes).

O seu karma específico tem lições que só podem ser aprendidas lidando com estas realidades menos «glamorosas» da vida humana na sociedade e que esta tenta «varrer para debaixo do tapete» para não ter de lidar com ela nem ter de tomar consciência dela.

Quando está na 6ª casa, esta conjunção coloca o nativo à prova, de certo modo dando-lhe a escolher entre ser explorador ou explorado, criminoso ou a vítima e papeis semelhantes.

Mas, em alternativa, o nativo pode escolher uma terceira possibilidade que é ficar de fora daqueles dois papeis opostos e contribuir, com o seu serviço, para aliviar o sofrimento dos que sofrem. Saber o que sofre a vítima e o que passa pela consciência do criminoso é necessário a estas pessoas para que se libertem do seu próprio karma passado.

Por essa razão escolhem tantas vezes ser advogado criminal, ativista dos direitos humanos, médico, etc. Ao ajudarem os outros, estas pessoas ajudam-se verdadeiramente a si próprias, contanto que Rahu atue de forma positiva, devido ao desenvolvimento interno da pessoa.

Caso isso não aconteça, estes nativos tornam-se mestres na exploração, servindo-se da desgraça, da fraqueza, da dependência de substâncias tóxicas dos outros , da defesa criminal de grandes criminosos, para enriquecer.

E aqui tanto podemos incluir os traficantes de seres humanos e não humanos, de estupefacientes, exploradores na indústria do sexo e do trabalho, indivíduos que colocam o lucro à frente do equilíbrio da Terra e do ambiente, os criminosos de «colarinho branco» que usam as suas funções na sociedade e no estado para adquirirem mais riqueza, etc.

A partir dos 30 anos, quando cessa o «eclipse» de Rahu sobre a Lua, estas pessoas podem ter uma verdadeira conversão e podem fazer bastantes sacrifícios na vida pessoal para ajudar os outros.

No entanto, os relacionamentos pessoais, na família e no trabalho, podem ser bastante desafiadores para estas pessoas, com constantes discussões e desentendimentos com os outros. A sua forma de encarar os relacionamentos foge das convenções e não é compreendida na maioria das vezes.

Deste modo, apesar de poderem, ao longo do tempo, adquirir riqueza (mesmo quando ajudam outros de forma instrumental, como na advocacia ganham sempre também), a sua vida pessoal e relacional pode ser pouco feliz.

Isto é aumentado pelo facto de escolherem pessoas com perfil desafiador para se darem. Sentem-se bem no meio de conflitos, de crime, de servidão e uma vida mais pacífica e harmoniosa não é para eles (mesmo que digam, externamente, que desejavam mais harmonia na sua vida).

Estas pessoas gostam de ter animais, por vezes lidando com eles de forma pouco convencional e pouco habitual. Podem ter muitos animais.

A saúde ressente-se do stress por que passam, ao longo da vida e pode ser frágil, atormentando continuamente com problemas no sistema digestivo.

Os nativos com a conjunção Lua Rahu na 6ª casa podem sofrer de uma espécie de «complexo de Robin dos bosques» podendo desenvolver atividade de roubar aos que roubam os outros para devolver um pouco do que foi roubado aos que são alvo de exploração.

Quando funciona de forma elevada, esta conjunção indica um (a) grande reformador (a) social, alguém que faz mudar a sociedade, levando-a a abandonar leis e comportamentos desatualizados em relação à reais necessidades de todos, em especial dos mais fracos.

Podem ser grandes defensores ambientais, dos direitos humanos e dos animais.

Quando a conjunção ocorre no signo Virgem, uma vez mais Rahu tem dominância pois é considerado como estando dignificado neste signo. Quanto à Lua, está em signo inimigo.

A conjunção Lua Rahu no signo Virgem expõe os nativos a ambientes de discussão, de conflito, de desarmonia, de testemunha da falta de respeito de alguns seres humanos em relação a outros. Estas pessoas raramente são exploradoras mas são, muitas vezes, vítimas de exploração.

Tendem a estar sempre rodeadas por conflitos, tanto em casa como no trabalho. E, diga-se a verdade, precisam de discutir continuamente, de ter algum problema para poderem desenvolver a atividade de refletir, de criticar.

Quando Mercúrio, o dispositor, está forte e bem colocado, estes nativos dão excelentes  advogados criminais, fluentes na defesa e podendo exercer o dom que lhes é tão caro de argumentar, esmiuçar cada pormenor, levantar cada ponto do véu daquilo que se está a defender ou a acusar.

Apesar de a Lua em Virgem ter em geral cuidado com a saúde e alimentação, Rahu representa os venenos e a intoxicação por isso, até depois dos 30 anos, estas pessoas podem desenvolver o hábito irreprimível, de se automedicarem em excesso, tornando-se dependentes da medicação.

Mas manifestam, geralmente, um grande perfecionismo e o seu sentido crítico pode levá-las a querer aprender  «tudo»  sobre saúde, higiene, alimentação e o resultado pode ser o se tornarem «escravas» de algum tipo de dieta , como forma de manterem ou alcançarem a saúde.

Podem ser atraídas igualmente por uma carreira na área da medicina, podendo ser excelentes profissionais nesta área.  O mesmo acontece com a área jurídica ou da advocacia, do sindicalismo e ativismo político e social, etc.

Quando se dedicam ao «serviço» em alguma das profissões mais ligadas com esta vertente, estes nativos encontram grande satisfação e sucesso e acalmam o stress, para o qual tendem. Precisam de fazer alguma coisa, na atividade principal de vida, para ajudar os outros, para atingirem verdadeira realização pessoal.

Podem, em algum momento das suas vidas, tornar-se «vítimas sacrificiais» (bodes expiatórios) e serem alvo de acusações falsas.

Quando a conjunção Lua Rahu no signo Virgem não funciona no sentido mais elevado, estes nativos podem desenvolver «esquemas» de forma tão inteligente e dissimulada que enriquecem à custa de outros sem nunca serem descobertos.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment