Glossário Astrológico- Planeta Benéfico

imagem estilizada de planetas

Neste artigo abordamos numa linguagem simples para todos  as designações de «planetas benéficos»  tanto na tradição da astrologia Jyotish da índia como na astrologia ocidental.

Planetas Benéficos na Astrologia Jyotish

Os planetas benéficos produzem efeitos benéficos na vida do nativo, de acordo com a sua posição na carta natal e os aspetos que formam.

A ordem natural aceite para os planetas benéficos, do mais benéfico para o menos benéfico, é a seguinte: Júpiter, Vénus, Lua Cheia,  Mercúrio quando associado a outros benéficos.

Júpiter  é o maior benéfico. Segundo a tradição, quando está colocado no Ascendente a maioria dos fatores negativos que podem existir na carta ficam cancelados. É, na tradição, o precetor dos deuses.

Quando é dominante na carta, Júpiter torna o nativo sábio, jovial, generoso, sensato e inclinado para fazer boas ações, levando a desenvolver  um sentido forte do que é ou não correto fazer, em termos éticos. Confere riqueza, filhos, expansão.

Júpiter fica exaltado a 5º do signo Caranguejo e maximamente  debilitado em 5º de Capricórnio. O seu dia é a 5ª feira. A sua guna é Sattva. Rege os signos Sagitário e Peixes. Tatva Akasa (éter).

Vénus- É o segundo maior benéfico. Quando forte e bem colocado confere beleza física, especialmente quando está exaltado e no próprio signo. Dá uma disposição suave, inclinada para formar acordos e dialogar com os outros. Inclina para a procura do prazer e para os relacionamentos românticos, cooperação em parceria.

Representa a reprodução, a sensualidade, o amor pelo luxo, o cônjuge.

Fica exaltado a 27º de Peixes e tem a sua máxima debilitação a 27º de Virgem.  A sua guna é Rajas. O dia é Sexta feira. Rege os signos Touro e Balança. Jala tatwa (Água).

Mercúrio–  É considerado um planeta benéfico quando não está combusto . Considera-se que Mercúrio fica combusto quando está a 14º de distância do Sol (antes ou depois do Sol) . Se estiver retrógrado, fica combusto a uma distância de 12 º do sol.

Para além disso, Mercúrio não deve estar em aspeto com outros planetas maléficos. Assim, dado que assume a natureza dos planetas com os quais está associado, se houver associação com algum planeta benéfico Mercúrio será ainda mais forte.

Quando domina o horóscopo produz uma excelente mente analítica, boas capacidades de comunicação, excelente memória.

Fica exaltado a 15º de Virgem e tem o ponto de maior debilitação a 15º de Peixes. A sua guna é Rajas, o dia é quarta feira. Rege os signos Gémeos e Virgem. Pritvi tatwa (Terra).

Lua– a Lua é considerada benéfica desde que não esteja na fase da Lua nova, quando está completamente desprovida de luz. A Lua é muito mutável e pode também ser facilmente influenciada pelos planetas com os quais está associada. Quanto mais brilhante estiver mais benéfica se torna a sua influência.

Representa a mente percetiva, a mãe, o sentido inato para procurar segurança. Fica exaltada a 3º de Touro e tem o ponto máximo de debilitação a 3º do signo Escorpião. A sua guna é Sattwa e a tattwa é Jala (Água).

O dia é segunda feira.

Planetas Benéficos na Astrologia Ocidental

A caracterização dos planetas não é muito diferente na Astrologia ocidental, pelo facto de a Astrologia, nas suas diferentes variantes, ter tido a mesma origem na astrologia babilónica , egípcia e helenística.

Ainda assim, há algumas designações diferentes que têm mais a ver com fatores culturais do que verdadeiramente com conceitos astrológicos.

Júpiter– considerado como o «Grande Benéfico». Traz boa fortuna. É um planeta «superior» porque orbita para lá da órbita da Terra. O seu temperamento é sanguíneo. As qualidades são quente e húmido.  Rege a triplicidade do fogo no período noturno.

Sagitário é o seu domicílio diurno; Peixes é o domicílio noturno. Fica exaltado no signo Caranguejo e em queda no signo Capricórnio. O signo de detrimento é Gémeos durante o dia e Virgem durante a noite.

Signos onde tem a sua «alegria»: Touro, Leão, Virgem. O seu elemento é Fogo, é masculino. Considerado um «planeta social» porque, sendo o seu movimento lento, os seus efeitos manifestam-se a nível geral, da sociedade e da cultura, afetando de forma idêntica uma geração.

Vénus– Designado por «Benéfico Menor» porque a sua capacidade  de produzir efeitos benéficos é imediatamente inferior à de Júpiter. Também designado por «planeta inferior» porque a sua órbita se faz dentro da órbita da Terra, melhor dizendo entre o Sol e a Terra.

Pertence ao conjunto dos «planetas pessoais» porque o seu movimento é rápido , deste modo assumindo significados diferenciados para cada indivíduo.

O seu temperamento é sanguíneo quando se move orientalmente, sendo também quente e húmido. Quando se move ocidentalmente é frio e húmido.

O seu domicílio diurno é Balança e o  domicílio noturno é Touro. O signo de exaltação é Peixes, o de queda é virgem. Tem o seu detrimento em Carneiro durante o dia e em Escorpião durante a noite. Os signos onde tem a sua «alegria» são Gémeos, Caranguejo e Aquário.

Rege a triplicidade da Terra no período diurno e a triplicidade da Água no período noturno.

Lua– O temperamento da Lua é fleumático, frio e húmido. Constitui, com o sol, o «duo» das luzes ou luminárias que têm um papel privilegiado no Zodíaco.

Tem o seu domicílio no signo Caranguejo, exaltação no signo Touro e o detrimento no signo Capricórnio. Por sua vez, tem a sua «alegria» nos signos Peixes e Balança.

Rege a triplicidade da Terra no período noturno.

Segundo Ptolomeu, a inclusão da Lua no grupo dos benéficos (que foi feita pelos «antigos», logo remonta ao surgimento da Astrologia)  relaciona-se com a sua humidade e suavidade, que contribui para a fertilidade.

Quanto a Mercúrio, embora haja quem o tenha incluído nos tempos mais antigos, no grupo dos benéficos, devido à sua associação com as artes da cura, na verdade é considerado neutro, assumindo a natureza benéfica ou maléfica dos planetas com os quais está associado.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment