Conjunção Lua Ketu na 3ª Casa Signo Gémeos

Rapariga interagindo com o telemóvel

Descrevemos  neste artigo os efeitos gerais da conjunção Lua Ketu na 3ª casa do horóscopo e no signo Gémeos.

Pode Ler um artigo sobre a colocação da Lua na 3ª casa aqui e no signo Gémeos aqui.

Pode ler um artigo sobre a colocação de Ketu  na 3ª casa aqui e no signo Gémeos aqui.

A conjunção Lua Ketu na 3ª casa do horóscopo não facilita os aspetos da comunicação nem os processos mentais.

Por um lado, a Lua inclina estas pessoas para falarem e  comunicarem com os outros mas, por outro, Ketu separa o indivíduo dos próprios processos mentais e, por causa disso, estas pessoas podem ser incoerentes a falar.

A situação é de frustração pois, muitas vezes querem falar e, estranhamente, nenhuma ideia surge que possa ser expressa pois Ketu aqui cria uma espécie de vazio mental que não dá apoio ao desejo da Lua para  comunicar.

O resultado é que, muitas vezes, estas pessoas cortam com todos os meios de comunicação, podendo nem sequer ter TV em casa, evitar os telefones e telemóveis, etc.

Esta conjunção na 3ª casa é frustrante porque , não apenas desliga o indivíduo «do que se passa» à sua volta e do mundo em geral mas separa-o também da sua própria mente: assim, fica perdido numa espécie de fundo negro e tem dificuldade em  atribuir significado ao que o rodeia e ao que vive.

Outro efeito paradoxal desta conjunção tem a ver com o facto de que a Lua na 3ª casa indica geralmente grande apego pelos irmãos, a necessidade de estar a par de tudo o que se passa à sua volta, uma ligação emocional forte com os ambientes próximos, com vizinhos, etc., mas a conjunção com Ketu obriga o nativo a perder esses laços, deixando-o no vazio.

Deste modo, pelo menos durante o eclipse de Ketu, estas pessoas não encontram apoio emocional nas atividades de comunicação nem no trabalho em grupo, nem na utilização das mãos, cujas habilidades manifestaram no passado (em todo o tipo de trabalho minucioso, de artesão, etc.)

A presença da conjunção Lua Ketu na 3ª casa mostra que estes nativos desenvolveram muito no passado  todos estes aspetos e que a sua segurança emocional dependeu em demasia deste tipo de desenvolvimento.

Deste modo, nesta vida experienciam um vazio sempre que  desenvolvem as mesmas atividades do passado e, porque a sua lição agora consiste em desapegar-se desses padrões do passado,  têm dificuldade em exprimir tudo isso.

Assim, sempre que se envolvem na conversa do dia a dia, na interação escrita ou oral , no trabalho em equipa, na atividade comercial, etc., estas pessoas sentem enfado, desinteresse, acabando por se afastar dos mexericos que dão tanto gosto aos nativos com a presença da Lua na 3ª casa e sentem-se desligados da chamada «atualidade informativa».

A falta de um sentido de importância aos processos de comunicação faz com que não deem qualquer importância ao uso da palavra, por exemplo para fazer uma promessa.  Para estas pessoas, «prometer» não é mais do que proferir palavras que não têm nenhum peso especial.

Se o planeta dispositor do signo onde se dá a conjunção for forte, podem ser observadoras atentas dos processos mentais e dos outros, porque se colocam na postura da testemunha do que se passa na própria mente. São igualmente capazes de analisar com objetividade os processos mentais dos outros.

Porém, o facto de estarem deligados das próprias emoções e demais processos mentais gera um considerável stress mental nestas pessoas, que podem sofrer de depressão por se sentirem totalmente isoladas de si mesmas e dos outros.

Este desligamento dificulta igualmente a compreensão correta das mensagens que lhes chegam, no que vulgarmente se caracteriza como: «fala-se de alhos e eles respondem bugalhos».  O sentimento de que não se está na mesma «onda» que os outros com quem interagem causa muita falta de paz mental a estas pessoas.

Se a conjunção estiver num signo favorável à Lua , podem desenvolver, na maturidade , em especial a partir dos 50 anos, sinais de espiritualidade profunda, aprendendo a comunicar em níveis mais profundos do que o da palavra.

Quando a conjunção se dá no signo Gémeos a situação é peculiar pois a Lua no signo Gémeos tem duas facetas distintas- a conversadora e interativa e outra, de isolamento, que inclui uma  perceção psíquica que pode ser bastante desenvolvida.

Por outro lado, Ketu em Gémeos tende a revelar padrões passados ligados á comunicação e informação, à escrita, ao trabalho em equipa, etc. Pode também indicar uma forte ênfase na vida sexual.

Mas, apesar de os ambientes do passado poderem ser muito visíveis na vida atual, estas pessoas não conseguem encontrar verdadeiro contentamento nessas expressões da sua vida.

Na verdade, não valorizam as competências de comunicação nem veem necessidade de   desenvolver as aptidões lógicas do pensamento. Podem por isso revelar um déficit de capacidades de aprendizagem porque, na matriz interior da sua identidade, estão desligadas desse aspeto da sua realidade.

Têm dificuldade em coordenar as ideias e em colocá-las sob a forma escrita.  Podem ter algum defeito da fala ou falar de forma incoerente que torna pouco credível o que dizem. Esta situação pode atenuar-se com o tempo, sendo compensada pela forte intuição interior.

Se aprenderem a desenvolver essa «voz interna» ao mesmo tempo que se desligam do «ruído» comunicacional das interações do quotidiano, podem tirar o melhor partido desta conjunção em Gémeos.

Caso contrário, estas pessoas podem não ser capazes de se desligar do paradoxo de precisar de interagir com os outros, de escrever, informar, etc., e, por outro lado, da convicção profunda de que toda a comunicação  é inútil e não produz qualquer aproximação à verdade.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment