Glossário Astrológico- Elementos e Temperamentos

mulher com ar melancólico

Neste artigo falamos da importância dos elementos e  temperamentos na análise do horóscopo. Na astrologia medieval começava-se a análise do horóscopo pelo estudo do temperamento. O objetivo disso era encontrar os desequilíbrios que criavam problemas na vida da pessoa e, a partir daí, procurar alguns remédios ou soluções.

A importância dos Elementos

Tanto ao nível  da saúde co corpo como da mente, acreditava-se que o excesso de certas qualidades em detrimento de outras era a causa de doença no corpo e mal -estar mental .

Falámos em outro artigo dos «humores» e da sua correspondência com os elementos e com os 4 temperamentos. Neste artigo iremos explicar um pouco melhor esta relação que, no passado, era atribuído tanto aos signos como aos planetas e, através destes, aos seres humanos.

Os elementos- Ar, Fogo, Água e Terra- possuem associadas qualidades- Húmido, Seco, quente e frio. Estas qualidades formam pares e cada par, por sua vez, forma um dos 4 elementos.

Deste modo, o «Ar» é composto pelas qualidades quente e húmido; a «Água» é composta pelas qualidades frio e húmido; a «Terra» é composta pelas qualidades frio e seco; o «Fogo» é composto pelas qualidades quente e seco.

Estas «qualidades» que compõem o temperamento afetam tanto o corpo como a personalidade de cada pessoa. Na visão cosmológica dos gregos antigos, todo o cosmos era composto pelos 4 elementos em proporções diferentes.

Esta teoria foi transposta para a medicina por Hipócrates, que fez corresponder cada elemento a um dos 4 fluídos do corpo ou «humores». Terá sido Hipócrates a considerar que cada «elemento» se pode decompor em qualidades ainda amais básicas como referido acima.

Outra correspondência foi feita por Hipócrates, entre os elementos e as estações do ano: assim, o elemento Fogo corresponde ao Verão; o elemento Terra corresponde ao outono; o elemento Água corresponde ao Inverno e o elemento Ar corresponde à Primavera.

E, consequentemente, considerou que cada elemento afeta de modo diferente os «humores» de cada indivíduo: por ex., o calor extremo do verão afeta menos drasticamente uma pessoa cujo temperamento é mais frio, pois ela torna-se mais ativa , em termos de adaptação do organismo embora possa sentir desconforto.

Já uma pessoa cuja constituição inata em termos de «humores» é muito quente, tem grande dificuldade em adaptar-se ao calor extremo do verão, pois este aumenta o desequilíbrio humoral do seu organismo, causando irritação e impaciência e outras emoções negativas.

A filosofia aristotélica acrescentou outro aspeto importante a esta teoria dos elementos, ao considerar que, tal como as estações do ano se transformam umas nas outras, o mesmo acontece com os elementos, acreditando-se que, pela alteração das qualidades que os compõem, estes podem transformar-se uns nos outros:

O Ar , composto pelas qualidades quente e húmido pode tornar-se fogo, ao alterar uma das qualidades, de húmido para seco: o fogo nada mais é do que a mistura de quente e seco. Por sua vez, alterando a qualidade quente para frio, transforma-se em Terra, que é fria e seca; esta por sua vez, ao mudar de seco para húmido, transforma-se em Água, que é  resultado da mistura entre frio e húmido. E o ciclo pode repetir-se indefinidamente. Pode dizer-se que os primeiros filósofos gregos defenderam, quase todos, que os vários elementos podiam reduzir-se apenas a um que seria o começo de todo o Universo.

Outra figura célebre da história da medicina no mundo antigo, Galeno, avançou a ideia de que as qualidades que compõem os elementos não se fazem sentir apenas no corpo e no mundo físico mas têm também propriedades psicológicas associadas.

Na sua perspetiva, não apenas os seres existentes no mundo físico  e o corpo humano são compostos por misturas de elementos, como estes afetam tudo o que acontece no plano físico e também psicológico e mental.

Os filósofos e astrólogos do mundo antigo partilhavam a ideia de que a associação entre o quente e húmido é favorável á vida e ao crescimento benéfico enquanto a mistura entre o frio e o seco são desfavoráveis e esse processo.

Os Quatro Temperamentos

Estes princípios fazem-se sentir nos quatro temperamentos, atribuídos aos planetas e signos e também ao ser humano:

Sanguíneo–  o planeta representante é Júpiter. É considerado o mais favorável para o crescimento e desenvolvimento da vida e é um temperamento altamente desejável. Associado à Primavera em que as chuvas continuam mas, em vez do frio do inverno sente-se o calor do sol, que favorece toda a vida ao começar a aquecer a Terra.

A pessoa com este temperamento é sociável, alegre, otimista. Tem sorte. Pode ser  superficial no conhecimento da realidade e dos outros mas perdoa facilmente. Gosta de se ligar aos outros e é adaptável.

Fisicamente as pessoas sanguíneas sofrem de excesso ou de calor ou de humidade, sendo esta última que costuma estar mais em desequilíbrio. Os principais efeitos disto prendem-se com a tendência para acumular gordura e água no corpo. Estando associado ao sangue, este temperamento também pode gerar problemas ligados a impurezas no sangue.

Colérico– este temperamento está associado ao Verão e às qualidades quente e seco. Marte e o Sol são os regentes deste temperamento. O sol, considerado um princípio criador, é visto como temperadamente quente, conferindo qualidades de ambição, poder forte da vontade, qualidades de liderança.

O Sol permite por isso alcançar honras e obter glória.  Mas Marte é completamente «intemperado» devido ao excesso  da qualidade seco. Por isso confere traços de caráter mais negativos como agressividade, impaciência, irrequietude, tendência para explosões de raiva, etc.

Sentem dificuldade em desenvolver perspetivas globais, sendo mais dotados para a atenção aos pormenores. São eficientes nas operações de categorização e discriminação. Em termos psicológicos são pouco sociais e não gostam de interagir com outros seres humanos. Tendem a ver o mundo de forma linear dicotómica de «ou preto ou branco», não reconhecendo a adaptabilidade e dinamismo da realidade.

Os problemas na saúde devem-se a excesso ou de quente ou de seco mas o calor é ,em geral, a qualidade mais excessiva. Em consequência sofrem de febres, queimaduras, dores de cabeça e enxaquecas e problemas causados pela irrequietude. A medicina clássica aconselhava estas pessoas a evitar comida gorda, salgada, que aumentam o calor no organismo.

Melancólico– Está associado ao outono e às qualidades seco e frio. É um temperamento considerado, desde os antigos, como indesejável, pois as pessoas que o têm adoecem mais facilmente, uma vez que as qualidades frio e seco são as menos favoráveis para a vida.

Saturno e Mercúrio são os regentes deste temperamento. Saturno é o que tem um impacto mais forte, tornando o indivíduo sombrio e solitário.  Este temperamento caracteriza-se por pensar bem antes de agir, dando atenção ao pormenor.

Não alcança sucesso através da sorte, tendo de trabalhar duro para obter resultados positivos, o que gera a atitude de ressentimento em relação à vida. Estas pessoas podem começar por ter uma visão realista da realidade mas pendem facilmente para a autovitimização, quando não conseguem o que pretendem.

Podem comparar-se com os outros, achando que estes têm mais sorte do que eles, e isso causa por vezes distanciamento social. São o grupo com um círculo social mais restrito. Tendem a ter alguns bons amigos, distanciando-se dos restantes.

Quando estabelecem objetivos e planos, em geral são dos que mais se mantêm fiéis ao seu cumprimento, devido á qualidade seca que fixa as ideias.

Fisicamente, o temperamento melancólico sofre devido a excesso de secura ou frio, sendo a secura o mais frequente causador de problemas. Entre estes contam-se boca e tosse seca, problemas de pele; artrite em especial nos pulsos e joelhos, icterícia. Mentalmente, tendem para sentir medos irracionais e alguma paranoia.

Segundo a medicina antiga, devem evitar alimentos secos e comer gorduras saudáveis.

Fleumático– associado ao Inverno e às qualidades frio e húmido. Vénus e a Lua são os regentes deste temperamento. Este temperamento é fortemente emocional, tendo uma natureza compassiva orientada para ajudar os outros.

São generosos, tendem a ser tímidos e reservados. Têm pouco sentido prático para resolver problemas. São propensos a criar dependências, seja de alimentos gulosos, seja de outras substâncias como medicamentos e drogas.

Atuam movidos pelo desejo e emoções. Sentem dificuldade em focar-se em objetivos precisos e falta de determinação para se manterem fixados na sua concretização.  Tendem para a preguiça, preferindo ficar em casa a sair para agir e concretizar coisas no mundo.

Gostam de rotinas e de hábitos, preferem dar-se com as mesmas pessoas «de sempre» a conhecerem pessoas novas. Mas gostam de interagir a nível pessoal e fazem-no de forma calorosa, mas dão-se mal com uma vida estruturada e com responsabilidades. Assim, podem largar um plano qualquer (de trabalho, uma dieta, etc.) por falta de disciplina e organização.

Quando confrontados com problemas, preferem em geral ignorá-los evitando lidar com eles.

Fisicamente, os principais problemas devem-se a excesso de frio ou  humidade, especialmente de frio. Isto manifesta-se em doenças como gripes e constipações, alergias, arrefecimento excessivo do corpo, especialmente nas extremidades do corpo, anemia, pulso fraco. Tendem a engordar devido a metabolismo lento, sendo esta tendência mais forte neste temperamento.

Segundo a medicina clássica, estas pessoas não deverão adotar regimes com excesso de vegetais e poucas proteínas.

Tal como viam os elementos como sendo intermutáveis, os antigos partiam da convicção de que  o temperamento inato não é imutável, podendo por isso ser corrigido pelo estilo de vida e um programa que crie equilíbrio nos elementos básicos com que a pessoa nasceu.

Também Poderá Gostar de Ler

2 Thoughts to “Glossário Astrológico- Elementos e Temperamentos”

  1. Roberto

    Olá, é a primeira vez que acesso sua página e me agradou muito, eu gostaria de saber se você faz consultas para leitura do mapa de nascimento.

    obrigado

    1. Não fazemos leituras personalizadas pagas. Mas damos o que precisa para ler a sua própria carta, se estiver disposto a aprender. encontra também algumas previsões gratuitas no nosso outro site https://atuavidanosastros.com

Leave a Comment