Glossário Astrológico- Planetas Terciários

Buraco negro no centro de forma redonda

Neste artigo falamos do conceito de planetas terciários na Astrologia Jyotish. Este conceito é sinónimo de upagraha, ou planeta «sombra» pois, na verdade, funcionam como o lado sombrio de cada um dos planetas e têm, em geral, efeitos adversos no horóscopo.

Os planetas -sombra mais conhecidos são Rahu , Ketu, Gulika (Mandi). Mas há outros e estes correspondem a pontos no Zodíaco. O astrólogo Ryan Kurczak descreve, a propósito, que estes pontos correspondem ao «Zodíaco interno» ou seja, aos chakras.

Na comparação feita por este astrólogo, quando os planetas se aproximam destes pontos de sombra, a luz interna de cada indivíduo diminui e os planetas perdem a capacidade de dar os seus melhores efeitos.

Parashara , o grande sistematizador da Astrologia Jyotish, descreve na sua obra Hora Shastra  que existem 3 grupos destes planetas terciários ou upagraha:

1º grupo- Rahu e Ketu os pontos que intercetam a eclítica na órbita norte e Sul da Lua.

2º Grupo-  Dhuma- os pontos calculados com base da longitude do Sol:

Dhooma, Vyatipata, Parivesha, Indra Chapa,  Upaketu. Estes pontos são calculados a partir da longitude do Sol na carta. São automaticamente calculados pelo software gratuito Jaganatha hora.

Estes «planetas» são derivados da energia solar ao mover-se pelo Zodíaco na nossa carta natal, sendo correspondentes, por isso, na perspetiva de Kurczak que consideramos bastante interessante, aos chakras que existem na espinal medula. Este autor considera que o sistema de chakras é correspondente ao sistema do zodíaco e pode ser designado como o nosso Zodíaco interno.

Segundo esta perspetiva, quando o Sol se move em articulação com os outros planetas, o karma armazenado liberta-se sob a forma de energia (tudo é energia, começando com o Sol e depois com o Zodíaco criado pelo Sol, com os signos e planetas) na experiência vivida.

Na opinião deste autor, os planetas Dhuma referem-se aos pontos fracos ou «nós cegos» do karma individual. As casas do horóscopo em que calham indicam pontos difíceis do karma que precisa de ser trabalhado nesta vida mas essa tarefa é difícil porque não temos consciência do seu significado.

Se houver planetas visíveis em aspeto com estes pontos, a energia desses planetas torna-se igualmente pouco consciente e obscurecida.

Desse modo, podem surgir problemas causados pela falta de consciência do indivíduo  em relação à sua existência, como  quando fazemos algo errado por que «não vimos» que alguma outra coisa, que poderia ajudar-nos a fazer uma escolha diferente,  estava presente.

3º Grupo- Kala Velas – os «filhos sombra» dos planetas visíveis

Segundo Parashara, quando o Sol, a Lua ou o Ascendente estão em contacto com um dos planetas terciários, seja qual for o grupo a que pertence, os efeitos são negativos para a linhagem familiar ( sol), longevidade ( Lua) e sabedoria (Ascendente).

Há, no entanto, quem defenda que estes planetas terciários têm dignidades diferentes e, por isso, dão resultados nem sempre negativos. Estas fontes admitem, deste modo, que estes planetas podem estar colocados no próprio signo, no signo de exaltação , ou debilitação, como acontece por ex., com os mais conhecidos, Rahu e Ketu. E, como acontece com   estes, o conceito é controverso, pois estes «planetas» não têm massa, pois não são corpos físicos mas pontos no espaço do Zodíaco.

De qualquer modo, mesmo os que admitem que os  planetas terciários têm diferentes dignidades, aceitam a verdade fundamental de que cada um deles dá efeitos no horóscopo de acordo com o seu dispositor, isto é, o planeta que rege o signo em que estão colocados.

Alguns autores da Astrologia Jyotish afirmam ainda que o modo como atuam  os planetas upagraha é dependente tanto do Ascendente e do seu regente como do planeta Atmakaraka. Isto porque são basicamente estes – Ascendente, seu regente e Atmakaraka- que controlam o horóscopo, mais especificamente no que se refere ao que limita e liberta  o nativo em relação às forças kármicas.

Quando o Ascendente, o seu regente e o planeta Atmakaraka estão fortes e dignificados no horóscopo, protegem o indivíduo e mantêm sob controlo as energias mais sombrias e permitem uma vida em que as energias kármicas mantêm um equilíbrio essencialmente construtivo no destino pessoal.

No próximo artigo daremos mais informação sobre os planetas terciários.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment