Prashna Marga- Ter e Não Ter Filhos

Mãe com filho ao colo

Continuamos neste artigo a dar conta dos yogas que permitem ter ou não ter  filhos, de acordo com a obra Prashna Marga. As referências que damos a seguir são para a carta prashna levantada para analisar o nascimento de filhos.

Cautela deve ser tida nas previsões sobre as configurações que damos a conhecer a seguir pois uma configuração não é suficiente para prever algo como por ex., a perda de filhos. A medicina de hoje consegue ajudar em situações que eram impensáveis há 3 séculos, quando esta obra foi escrita.

Configurações que Indicam Perda de Filhos

Quando o regente da 5ª casa está debilitado e colocado na 8ª casa, sem receber aspetos de planetas benéficos e o regente da 8ª casa está colocado na 5ª casa, haverá perda de filhos.

Quando Júpiter está colocado entre planetas maléficos e o regente da 5ª casa está fraco e não recebe o aspeto de planetas benéficos, haverá perda de crianças. Do mesmo modo, quando a 5ª casa está cercada por planetas maléficos e  não recebe aspetos de planetas benéficos e o seu regente também sofre aflições, haverá perda de crianças.

Segundo os clássicos há perda de filhos quando: o regente da 5ª casa está debilitado, combusto ou em signo inimigo;  quando está associado com os regentes da 6ª, 8ª ou 12ª casas; ou quando o regente da 5ª casa ocupa a 5ª casa sem receber o aspeto de planetas benéficos.

Quando o Ascendente, o regente do Ascendente e a Lua estão fracos devido a aflição por planetas maléficos, a mulher grávida corre risco de morte. Se Júpiter estiver fraco a criança por nascer corre também perigo de vida. Se o sol,  a 7ª casa e o regente da 7ª casa estiverem todos aflitos, sem receber aspetos de benéficos, o pai corre risco de vida.

Se for Júpiter a sofrer a aflição dos 3 maléficos sem receber aspetos de benéficos, a criança morrerá.

Se, na carta levantada para o nascimento de crianças, o Sol estiver em conjunção com Marte, isso indica doença para o pai. Se for a Lua e conjunção com Saturno, doença da mãe está indicada. Se a Lua estiver conjunta  com algum maléfico e receber o aspeto de algum dos principais maléficos- Marte, Saturno ou Rahu- a mulher grávida corre risco de vida.

Os antigos afirmavam que quando o Sol está aflito por aspetos dos 3 maléficos referidos, sem receber aspetos benéficos, o pai morrerá antes de a criança nascer.

Quando , na carta prashna para o nascimento de filhos, houver planetas maléficos na 12ª casa a partir do ponto no horóscopo que se acha somando as longitudes do regente da 12ª casa da carta prashna e de Júpiter, isso indica negação de filhos.

Se este resultado se encontrar também na carta natal do casal, este não terá filhos de forma definitiva. O Dr Raman comenta que alguns defendem que o ponto no horóscopo referido deve considerar também, para a além da longitude de Júpiter e do regente da 12ª casa,  a longitude do Arudha mas confessa não entender porquê.

Quando a Lua ou Rahu ocupam ou estão em aspeto com o navamsa do regente da 5ª casa não há gravidez. Se Marte estiver em aspeto com   o navamsa do regente da 5ª casa, há risco de aborto.

Indicadores de aborto:

Marte ou o Sol ocupando uma casa kendra na carta prashna; Júpiter colocado numa casa não kendra; a 8ª casa ocupada por um planeta; a Lua num quadrante, um planeta colocado na 8ª casa, Júpiter numa casa não kendra; a Lua no Ascendente, um planeta maléfico colocado no 19º drekkana a partir do Ascendente drekkana (divisional D-3); Júpiter numa casa kendra, Marte na 8ª casa e a Lua no Ascendente.

Configurações que Indicam que Haverá Filhos

Estas configurações são válidas tanto para a carta prashna como para a carta natal.

Haverá filhos quando o regente da 5ª casa está forte , está em conjunção ou em aspeto com o regente do Ascendente e a 5ª casa está livre de aflições.

Haverá crianças quando Marte está  colocado na 5ª casa e esta está ocupada pelo signo Carneiro, Leão, Escorpião ou Peixes e recebe o aspeto de Júpiter.

Também haverá filhos quando a 5ª casa está cercada por planetas benéficos e recebe o aspeto de benéficos ou o seu regente está nela colocado ou em aspeto com ela.

Haverá filhos quando o regente da 5ª casa está forte e colocado em qualquer casa menos as casas dusthana e recebe o aspeto de um planeta benéfico ou está em conjunção com um planeta benéfico.

Quando o regente da 5ª casa está forte e está colocado no Ascendente, na 5ª ou na 7ª casa e não está em conjunção nem em aspeto com planetas maléficos, haverá filhos.

Do mesmo modo, haverá filhos quando Júpiter forte está no Ascendente, na 5ª casa ou na 7ª casa  e não recebe o aspeto de planetas maléficos.

Haverá filhos quando o regente da 5ª casa está forte, está entre planetas benéficos e recebe o aspeto de planetas benéficos.

Segundo os clássicos, quando Júpiter, Mercúrio e Vénus e o regente da 5ª casa estão em conjunção ou em aspeto com a 5ª casa, haverá vários filhos. O número de filhos depende da força do regente da 5ª casa: quanto mais forte, mais filhos haverá.

Haverá múltiplos filhos quando o regente da 5ª casa está exaltado, está colocado num navamsa ímpar , recebe aspetos de benéficos e a 5ª casa não recebe aflições.

Quando o regente da 5ª casa, o sol, Marte e Júpiter estão colocados em signos e navamsas ímpares, haverá múltiplos filhos. E, se o sol for forte, os filhos terão bom caráter.

Quando o regente da 5ª casa , a Lua e Vénus estão juntos num signo par (feminino) e num navamsa par, haverá múltiplos nascimentos de raparigas.

Quando o regente da 5ª casa está colocado no Ascendente, na 7ª ou na 5ª casa; ou quando os regentes da 5ª e da 7ª casas estão juntos na 1ª casa; ou quando o regente da 5ª casa ou Júpiter está no Ascendente, haverá nascimento de filhos. Em todos estes casos Júpiter deve estar forte, pois é o karaka das crianças.

Quando o regente do Ascendente e o regente da 5ª casa estão em conjunção ou em aspeto um com o outro, a pessoa terá filhos.

Quando a Lua está colocada numa casa que não a 3ª, 6ª, 8ª, 10ª,11ª casas a partir do Arudha,  na carta prashna, haverá filhos. Mas, quando a Lua está colocada numa  das casas upachaya referidas, a partir do Arudha, não haverá filhos.

Segundo o autor de Prashna Marga, quando o fluxo menstrual aparece quando a Lua ocupa uma casa não upachaya, ao mesmo tempo que Marte está em aspeto com ela, a próxima união sexual causará gravidez.

Quando a união sexual se dá numa altura em que a Lua  está colocada numa casa upachaya  a partir do Ascendente  do homem e recebe o aspeto de Júpiter haverá gravidez.

Quando o navamsa a que se chega pela soma das longitudes do Sol, da Lua e de Júpiter é o 7º, 1º, 5º ou 9º navamsa a partir do Gulika; ou quando Júpiter forma um trino a partir do signo ou navamsa a que se chega somando as longitudes do regente da 5ª casa e do Ascendente ; ou quando o Gulika está colocado num signo trino a partir da colocação de Júpiter, haverá nascimento de filhos.

O Dr Raman ajuda a operacionalizar isto nos seguintes passos: somar as longitudes do Sol , da Lua e de Júpiter na carta prashna.

Anotar o signo e navamsa a que se chega; seguidamente anotar o navamsa em que se encontra o Gulika.

Se os dois navamsas referidos estiverem separados por 7 casas um do outro ou em relação de 3 signos mútuos, isso é uma boa indicação para ter filhos.

Quanto à segunda condição referida, somar as longitudes do regente da 5ª casa e do Ascendente e anotar o signo e navamsa a que se chega. Se Júpiter formar um trino com o signo e navamsa a que se chega isso é um indicador feliz para ter filhos.

Um sinal de gravidez da mulher é o aspeto de Marte, na carta prashna, para o Arudha. Se não houver aspeto de Marte, não há gravidez.

Para saber  o ano em que um filho pode nascer, observar, na carta natal de um dos pais quais, entre o sol, a Lua ou Júpiter tem o maior número de  pontos Ashtatvarga  Ver em que signo, na carta prashna, está o Gulika.

Se o signo que contém a maior força Ashtakvarga do planeta (sol Lua ou Júpiter) estiver em trino com a posição do Gulika, quando este transitar por esse signo, nascerá um filho.

Quando a carta prashna é levantada para saber se uma mulher está grávida, uma resposta de «sim» será dada se Rahu estiver no Ascendente, no signo da Lua ou no Arudha.

A resposta será igualmente «sim» se Júpiter estiver em aspeto ou colocado na 5ª, 7ª ou 9ª casa a partir do Ascendente ou da Lua. Outra indicação de gravidez é a Lua estar em conjunção com planetas benéficos.

Outras indicações de gravidez são:

– O regente da 5ª casa colocado num signo e navamsa masculino e o regente do Ascendente colocado numa casa kendra a partir do Gulika.

– Gulika e a Lua colocados na 5ª casa; Gulika e a Lua em conjunção; Marte em aspeto com a Lua; Marte em conjunção com a Lua; planetas benéficos colocados na 9ª casa; Gulika em conjunção com o regente da 5ªcasa; Gulika em aspeto com o regente da 5ª casa; o navamsa do Gulika e da Lua estão mutuamente conectados. Cada uma destas combinações é indicadora de gravidez quando ocorre na carta  prashna.

Para saber o sexo da criança, fazer o seguinte: contar o número de Nakshatras a partir de Ashwini até ao Nakshatra ocupada pela Lua na carta prashna; o dia da semana a partir de domingo em que se faz a consulta prashna, e o número do Ascendente da carta, a partir de Carneiro.

Se, por ex., o Nakshatra da Lua for Bharani- 2; o dia da semana é quarta- 4 e o Ascendente é Balança- 7= 13

Subtraindo 12 , obtemos 1. Este é um número ímpar. Segundo o autor , conforme  a Lua estiver colocada num signo par ou ímpar, a criança será respetivamente rapariga ou rapaz.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment