Glossário Astrológico- Júpiter

planeta Júpiter

Fazemos, neste artigo, uma síntese dos significados de Júpiter para a astrologia. Júpiter é, na astrologia tradicional, considerado o grande benéfico, por comparação com Vénus,  designado como  «benéfico menor».

Júpiter representa a expansão, a confiança no futuro- Esperança- o otimismo da mudança, a confiança de que algo de melhor pode acontecer no que há-de vir, não obstante o que de negativo aconteceu no passado.

Neste sentido, Júpiter abre o caminho para a capacidade de relativizar os «erros» cometidos, através da tomada de decisões posteriores  mais acertadas  e construtivas, fomentando o perdão e a compassiva compreensão, de si e dos outros.

Opõe-se, neste sentido, a Saturno, que representa a restrição e a fixidez da norma que não aceita desculpas nem omissões ou erros , que fiquem isentos de punição ou castigo.

Representa prosperidade, grandeza, expansão, bênçãos. Júpiter representa a qualidade de ser tolerante e compassivo sem exigir nenhuma condição prévia, ao contrário de Saturno que exige a satisfação de condições para poder distribuir alguma benesse.

Assim, na expressão do planeta não existe a malevolência deliberada associada a Saturno. Na sua expressão fraca , quando o planeta está debilitado ou aflito, o que há é uma falta de sentido da realidade, que leva a exagerar o otimismo e a efetuar maus juízos, que conduzem, por sua vez, a más decisões .

Observa-se também, quando está fraco,  a falta de sensatez, a perda da intuição natural que leva a expressões desajustadas das crenças pessoais, perdendo a capacidade da visão abrangente que lhe é habitual e caindo por vezes no dogmatismo.

Júpiter é o planeta maior do sistema solar e, desde a antiguidade, tem sido associado a um papel em que tem regência sobre os outros planetas, como é visível na mitologia grega em que é Zeus e na mitologia romana em que é Júpiter, rei dos deuses.

Na astrologia da índia Júpiter é o ministro o precetor dos deuses, o sábio por excelência.

Júpiter é astronomicamente um gigante gasoso com 67 luas conhecidas. O seu enorme campo gravitacional é visto como tendo um papel protetor do sistema solar, impedindo que meteoritos e outros corpos e lixo cósmico atinjam a atmosfera da Terra e causem danos na vida terrestre.

Em conjunto com Saturno, Júpiter forma um duo de planetas lentos que, por demorarem mais tempo a orbitar o Sol, são considerados como tendo um impacto geracional, afetando por isso o coletivo em primeiro lugar e, secundariamente, o indivíduo quando tocam pontos individuais na carta natal.

Em conjunto com Saturno, forma a «grande conjunção» periódica que anuncia as mudanças a larga escala no mundo. Alguns astrólogos consideram que Júpiter afeta a carta natal individual apenas na medida em que esta já contém o potencial para manifestar o significado do seu trânsito em cada ano.

Tradicionalmente, a astrologia tem usado técnicas adicionais, como os períodos planetários, usados tanto na antiga astrologia grega e até ao Renascimento na astrologia ocidental e na Astrologia Jyotish com os períodos dasa, para mostrar quando e em que circunstâncias os planetas em geral e não apenas Júpiter e Saturno, podem causar efeitos na vida individual.

No entanto, quando está debilitado (ou, na astrologia ocidental, em queda ou detrimento), ou de alguma outra forma enfraquecido, Júpiter, considerado em geral o protetor da carta de nascimento na posição que ocupa, falha essa função.

E  isso significa, para a pessoa em causa, que as suas crenças são incapazes de ajudar a procurar as mudanças que tornariam possível progredir e melhorar as suas condições atuais  ou que a sua capacidade de julgar está enfraquecida por alguma razão e a pessoa é irrealista ou excessivamente otimista e, por isso, torna-se vítima da sua falta de sabedoria para escolher as melhores opções.

Júpiter fraco não permite imaginar, visualizar ou desenvolver os objetivos melhores para o crescimento pessoal, tanto no plano material como mental. E, por essa razão, a pessoa não tem um propósito de vida capaz de a preencher em termos das   possibilidades que melhor manifestariam o seu potencial.

Sendo o significador da sabedoria, Júpiter está associado às qualidades mentais e espirituais superiores. Não opera através de análises  e processos discriminativos, como Mercúrio, mas através da intuição  da unidade de todas as expressões  particulares da realidade , afirmando o caráter sagrado de cada expressão de vida, seja ela humana ou não humana.

Representa também, por isso a moral, os princípios humanitários, a generosidade essencial da vida, divina na origem , múltipla na manifestação mas convergente na união do sentido comum de todas as suas formas de expressão.

Júpiter é o guru que nos orienta no caminho da sabedoria, simboliza o ensino superior, a justiça e as leis, a sorte e a bênção divina, as viagens de longa distância (em direção ao desconhecido), a riqueza material (pois que, vivendo na Terra, as bênçãos também incluem viver com conforto) embora no seu significado de riqueza material Júpiter não inclua a ganância, a menos que esteja aflito.

Júpiter é um planeta masculino, de temperamento sanguíneo, de elemento Fogo. Rege os signos Sagitário e Peixes. Fica exaltado no signo Caranguejo (15º ponto máximo de exaltação) e debilitado ou em queda no signo Capricórnio e ainda, segundo a astrologia ocidental, em detrimento no signo Gémeos.

Na astrologia da Índia Júpiter é também o planeta da devoção, significador da riqueza e das crianças.

Tem uma relação de inimizade com Vénus e Mercúrio. Segundo este sistema, Júpiter está colocado no signo mooltrikona de 1 a 10º de Sagitário, no próprio signo de 10º a 30º de Sagitário e de 0º a 30 º de Peixes. A 5ª feira é o dia da semana associado a este planeta.

Segundo a Astrologia Jyotish, quando está forte na posição de nascimento, Júpiter assegura saúde, uma personalidade marcante e espiritual, riqueza, uma posição pública de autoridade e honras, instrução, filhos com boa natureza, sorte nos negócios e no casamento.

A pessoa torna-se conhecida na comunidade e é respeitada . A personalidade é honesta e verdadeira, amável e com propensão para fazer boas ações e ajudar os outros, merecendo a confiança e o respeito  de todos..

Porém, quando está debilitado, combusto ou aflito por maléficos ou quando tem a regência de casas dusthana, Júpiter pode tornar-se maléfico,  segundo a astrologia Jyotish. Quando está assim enfraquecido indica pobreza, falta de propósito firme na vida, pouca sorte no casamento e com os filhos, dificuldades em completar o ensino superior, etc.

Júpiter forte torna o nativo um bom educador e professor, banqueiro ou financeiro, conselheiro, padre ou pregador religioso ou guru.

No sistema da astrologia Jyotish, Júpiter tem um período dasha de 16 anos que , quando o planeta está dignificado na posição de nascimento, confere sorte , sucesso no casamento, nos negócios, educação, aquisição de riqueza, nascimento de filhos, etc.

Porém, se está aflito na posição de nascimento, como  acontece com a conjunção com Rahu e Ketu ou a posição no signo de debilitação, durante o período dasa causa problemas devido a postura dogmática, traz pobreza , pouca sorte, falta de reconhecimento do trabalho e das boas  ações que o nativo realiza, etc.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment