Prashna Marga- Encontrar Bens Roubados 1

Ladrão tentando roubar um carro

Este artigo mostra  como encontrar bens roubados usando a carta prashna. Seguimos os procedimentos ensinados pelo autor da obra Prashna Marga.

Algumas configurações da carta prashna  dão indicações sobre roubo e o ladrão , ajudando a recuperar o bem em causa.

O autor começa por fazer algumas considerações  gerais  para  o astrólogo saber qual a matéria da questão que o querente irá fazer:

Se Júpiter ou a Lua estiverem no Ascendente ou no Arudha, a pergunta é sobre doença e longevidade; se Saturno está colocado na 7ª, 8ª ou 12ª casa a pergunta tem a ver com perda de riqueza através de roubo; Se Júpiter está colocado na 2ª, Vénus está na 1ª ou na 4ª e Mercúrio está na 10ª, a pergunta tem a ver com algum negócio.

Quando um planeta está colocado na 1ª, 4ª, 6ª, 7ª ou 10ª a partir do Ascendente ou do Arudha ou da Lua; e se o seu navamsa está em Caranguejo, Escorpião ou Peixes, a questão tem a ver com perda de riqueza por roubo.

Determinar onde Está o que foi Roubado

Quando a questão é sobre roubo, a partir do navamsa do Ascendente, determina-se o que foi roubado;  a partir do drekkana do Ascendente determina-se a aparência do ladrão; a partir do signo do Ascendente determina-se o tempo, o lugar e a direção em que se encontra o bem roubado; a partir do regente do Ascendente, determina-se a idade e a origem social do ladrão.

A 6ª casa ajuda a identificar o ladrão. Qualquer planeta colocado na 6ª casa ou o regente desta servem para identificar o nome, a aparência e origem social do ladrão.

Quando o planeta significador está no próprio signo ou navamsa, a riqueza não foi roubada, ainda lá está; se o planeta está em signo inimigo, a riqueza em causa está em casa de inimigos; se o planeta estiver em signo amigo, a riqueza está na posse de amigos ou familiares.

Se o planeta significador está exaltado ou no navamsa de exaltação, a riqueza está na posse de alguém rico; se está debilitado ou no signo de debilitação, a riqueza está na posse de alguém de classe social muito baixa. A leitura pode fazer-se do Ascendente navamsa  (Ascendente da divisional D-9) ou do Arudha.

O bem roubado encontra-se na direção significada pelo Arudha. Se houver algum planeta colocado no Arudha, este pode também tomar-se em consideração. Se o Arudha for um signo cardinal, o bem roubado está bastante longe; se for um signo fixo, está perto; se for um signo mutável está num lugar nem muito longe nem muito perto.

Quando Ascendente é forte, o bem encontra-se na direção significada pelo Ascendente; quando este é fraco, o bem encontra-se na direção significada por um planeta em aspeto com o Ascendente.

Quando o Ascendente é um signo cardinal, o bem roubado anda de mão em mão; quando é um signo fixo, o bem está num local fixo; quando o Ascendente é um signo mutável, o bem roubado encontra-se numa povoação vizinha.

Quando o Ascendente ou o seu navamsa é um signo fixo, ou o Ascendente é vargottama ( colocado no mesmo signo na radix e navamsa), o ladrão está  dentro da própria casa do nativo. Se estas configurações não existem, o ladrão é alguém de fora.

Conforme o signo do Arudha é um signo diurno ou noturno, assim o roubo ocorreu de dia ou à noite.

Quando o Arudha é o signo Carneiro, o bem roubado está em terras de pastos e prados em que cabras pastam; se está em Touro, está em pastos onde pastam vacas; se está em Gémeos,  o bem roubado está num local solitário, num quarto de dormir ou sala privada.

Se o Arudha está em Caranguejo, o bem roubado está numa fenda ou local rochoso à beira- mar, se está em Leão o bem roubado está numa cave, floresta ou local montanhoso; se está em Virgem, o bem roubado está num local aquoso ou numa quinta, onde crescem plantas e árvores em grande número.

Se o Arudha está no signo Balança o bem roubado está num bazar aberto ou local de comércio;  se está em Escorpião, o bem está numa cave, num buraco ou enterrado; se está no signo Sagitário, o bem está numa casa do governo ou num campo de batalha.

Se o Arudha está no signo Capricórnio o bem roubado está na margem de um rio, na floresta ou em locais habitados por indígenas; se está em Aquário o bem roubado está na cozinha ou na despensa, se está em Peixes o bem roubado está num templo ou local sagrado.

Quando Júpiter está colocado no Ascendente  Arudha ou em aspeto com este, o bem roubado está no estábulo, num templo/igreja, ou casa de precetores (hoje talvez «explicadores») ou em casa de mulheres castas.

Quando Vénus está colocado na configuração referida no parágrafo anterior, o bem roubado está no quarto de dormir, no jardim, num tanque de água, em casa de belas donzelas. Pode também estar num lugar onde se guardam flores, guirlandas, perfumes e óleos  para o corpo.

Quando é Marte a estar naquela posição, o bem roubado pode estar guardado na cozinha, ou na carpintaria.

Quando  o Sol  está nessa posição, o bem pode estar em casa de mulheres bonitas e jovens, em casa de mulheres briguentas ou em pontos de água.

Quando é a Lua nesta posição, o bem roubado pode estar num lugar perto de água, em casa de uma dançarina, ou  na vizinhança de mares e lagos.

Quando é Mercúrio a estar na posição referida, o bem roubado está em casa de pessoas jovens e fortes ou de jovens bonitas.

Quando se trata de Saturno nessa posição, o bem roubado está em casa de uma pessoa idosa, num velho estaleiro com barcos abandonados,  numa panela que serve para cozer comida. Pode também estar num local pantanoso e/ou lamacento.

Para saber exatamente em que ponto se encontra o bem, entre as alternativas, faz-se o seguinte: divide-se o signo Arudha pelo nº de alternativas presentes.

Por ex., para Júpiter são apresentadas 4. Essas partes devem ser iguais. Depois ver em qual dessas partes está o planeta referido, neste caso , Júpiter. Numerando cada uma das alternativas- 1) estábulo; 2) templo/igreja; 3)casa de precetores; 4) casa de mulheres castas.

Trinta graus de um signo a dividir por 4 dá 7º, 5. Se Júpiter estiver colocado a 11º, cai na 2ª alternativa apresentada.

Se o Sol, Marte ou Mercúrio está em aspeto com a Lua, o bem roubado está  debaixo do chão. Se Júpiter está em aspeto com a Lua o bem roubado está num local elevado, pendurado. Se Vénus está em aspeto com a Lua, o bem está debaixo de água.

Se Saturno está em aspeto com a Lua o bem roubado está em local aberto, exposto aos ventos;

Se a Lua não estiver associada com outro planeta ou não receber aspetos, o bem roubado ou perdido está guardado num vaso ou pote.

Conforme o regente da 2ª casa a partir do Arudha está colocado num signo cardinal, fixo ou mutável, o bem roubado está longe, perto ou a meio caminho entre perto e longe, respetivamente.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment