Nascimento de Crianças

Nascimento de criança

Neste artigo continuamos a explorar a obra Brihat Jataka de Varaha Mihira e os ensinamentos deste sobre os efeitos de certas configurações no horóscopo no nascimento de crianças. O autor baseia-se na carta da conceção da criança.

Aconselhamos alguma cautela na interpretação, pois os tempos de hoje são muito diferentes no que se refere à conceção e gravidez.

Defeitos Físicos no Recém Nascido

As descrições a seguir eram muito importantes no passado, em que não havia técnicas de imagiologia que permitissem ver e diagnosticar problemas no bebé em formação. Hoje são menos importantes por tais técnicas estarem disponíveis.

Quando Mercúrio ocupa a 5ª ou 9ª casa a partir do Ascendente e os outros planetas estão fracos, a criança nascerá com membros a mais. Hoje em dia este problema pode ser precocemente visualizado pela realização de exames pré-natais – ecografias.

Quando a Lua está no signo Touro e há planetas maléficos colocados no último navamsa dos signos Caranguejo, Escorpião ou Peixes, a criança recém-nascida será muda. Mas, se a Lua receber o aspeto de um planeta benéfico, a criança falará, embora mais tarde do que o previsto.

Se aspetos maléficos estiverem em aspeto com a Lua, a criança nunca falará. Mas, se houver planetas benéficos e maléficos a lançar aspeto para a Lua, o resultado depende de quais- maléficos ou benéficos- são mais fortes.

Quando Saturno e Marte ocupam os signos ou navamsas de Mercúrio, a criança recém-nascida nasce com dentes.

Quando Caranguejo é o signo Ascendente e a Lua estiver nele colocada e receber o aspeto de Saturno e Marte, a criança nasce corcunda.

Quando o signo Peixes está no Ascendente e recebe o aspeto da Lua, Saturno e Marte a criança será coxa.

Se a Lua e um planeta maléfico (Sol, Marte ou Saturno) estiverem colocados num dos últimos navamsas do signo Caranguejo, Escorpião ou Peixes, a criança nasce surda.

Nota a importante é que, quando, nas configurações descritas, Júpiter está em aspeto com os planetas envolvidos, os efeitos atrás não se manifestam, sendo cancelados.

Quando o signo Ascendente inclui o último navamsa do signo Capricórnio e recebe o aspeto da Lua, Saturno e do Sol, o recém-nascido sofrerá de nanismo (será anão).

Se Marte ocupar o 1º drekkana da 5ª ou da 9ª casa e recebe o aspeto do Sol,  da Lua e de Saturno, a criança nasce com graves anomalias, como ausência de  cérebro, braços ou pernas. Este é outro problema que pode ser antecipado nos dias de hoje com os exames pré-natais de imagiologia.

Quando o signo Leão está no Ascendente da carta da conceção, e está ocupado pelo Sol e a Lua e recebe o aspeto de Marte e de Saturno, a criança nasce cega. Mas, se houver aspetos de planetas benéficos para o Ascendente, a criança nasce com problemas de visão que, nos dias de hoje, são resolvidos com cirurgia.

O comentador da obra afirma que, se apenas o sol ocupar o signo Ascendente e receber o aspeto de Marte e Saturno, a criança será apenas cega de um dos olhos, o direito. Se apenas a Lua estiver colocada no signo Ascendente e recebe o aspeto de Marte e Saturno, a criança nascerá apenas cega de um olho, o esquerdo.

Mas, se os planetas envolvidos nos yogas ou combinações referidas receberem o aspeto de planetas benéficos, os problemas referidos podem ser reduzidos ou cancelados.

As configurações descritas a seguir podem ser as da carta da conceção ou a carta prashna para o momento em que alguém faz uma pergunta sobre esta matéria.

Determinar a Hora do Nascimento

Conte-se o número do dwadasamsa no qual se encontrava a Lua no momento da conceção ou da questão prashna.  Tomar nota do signo no qual cai esse dwadasamsa. A partir do próximo signo, contar um número de signos correspondente ao número de dwadasamsas que a Lua atravessou num determinado signo.

O nascimento ocorrerá quando a Lua chegar a esse último signo referido no parágrafo anterior. Ocorrerá de noite ou de dia de acordo com o navamsa do Ascendente, se este é diurno ou noturno. A hora do nascimento, do nascer ao pôr do sol, pode calcular-se a partir da porção do navamsa que se ergueu no Ascendente.

O comentador da obra acrescenta um exemplo para ajudar a determinar a hora do nascimento. Se, por ex., a Lua estiver, no momento da conceção ou da questão prashna, no 8º dwadasamsa do signo Aquário;  este é um dwadasamsa de Virgem.

Contando 8 signos a partir do próximo signo, Balança, chega-se ao signo Touro. A criança nascerá quando a Lua passar no signo Touro.

O avanço da Lua através dos dwadasamsas percorridos também permite saber qual o Nakshatra que a Lua ocupará no momento do nascimento uma vez que cada porção de um signo, como um dwadasamsa, corresponde a um certo pada de Nakshatra.

Matérias Relacionadas com o Nascimento da Criança

Quando, no momento de nascimento de uma criança, o signo Ascendente não recebe o aspeto da Lua, o pai não estará perto quando a criança nasce. E, quando o sol está colocado na 8ª ou 9ª casa num signo cardinal, o pai deve estar em país estrangeiro quando a criança nasce.

Quando o Sol está colocado na 8ª ou 9ª casa num signo fixo, o pai está no seu próprio país. Caso o Sol esteja numa destas casas e num signo mutável, o pai deverá estar a regressar ao país quando a criança nasce.

Quando, no nascimento, Saturno está no Ascendente ou Marte está na 7ª casa; ou quando a Lua está colocada no mesmo signo que Mercúrio e Vénus ou está colocada entre Mercúrio e Vénus (um colocado no signo anterior e outro no signo seguinte) o pai não estará perto quando a criança nascer.

Quando, no momento do nascimento, o sol está colocado num signo quadrúpede, e os restantes planetas estão fortes e todos colocados em signos mutáveis, nascerão gémeos.

Quando, no momento do nascimento, o signo Ascendente é Leão, Carneiro ou Touro e se Saturno ou Marte estiverem no Ascendente, a criança nascerá com o cordão umbilical enrolado à volta da cabeça se o signo for Touro, ou na área do corpo representada pelo signo Ascendente.

Quando, no momento do nascimento, Júpiter não lança aspeto para o Ascendente nem para a Lua ou, se a Lua estiver conjunta com o sol, Júpiter não está em aspeto com esta conjunção; ou ainda quando a Lua está em conjunção com o Sol e este está na companhia de um planeta maléfico, sem receber o aspeto de Júpiter, a criança não será legitimada.

Segundo Yaneswara, quando o Ascendente navamsa ou o navamsa ocupado pela Lua são de Júpiter, a criança é ilegítima. Um outro autor, Garga, também afirma que, quando a Lua está colocada num signo de Júpiter ou se a Lua estiver em conjunção com Júpiter num outro signo ou se a Lua estiver colocada no navamsa ou no drekkana de Júpiter, a criança será ilegítima.

Quando, no momento do nascimento, dois planetas maléficos (Marte e Saturno) estão colocados num dos signos maléficos – Caranguejo, Leão, Carneiro, Escorpião, Capricórnio e Aquário quando a Lua é minguante; e Gémeos e Virgem quando Mercúrio está em conjunção com planetas maléficos-  e quando esse signo está na 5ª, 7ª ou 9ª casa a partir do Sol, o pai da criança estará preso quando esta nascer.

Se o Sol ocupar um signo cardinal, na configuração descrita no parágrafo anterior, o pai estará preso em país estrangeiro; se estiver num signo fixo o pai estará preso no próprio país; se o Sol estiver colocado num signo mutável, o pai estará preso mas a caminho para ser extraditado para o próprio país.

Quando a Lua está cheia e no signo Caranguejo; quando Mercúrio está no Ascendente e Júpiter está na 4ª casa, o nascimento da criança ocorrerá num barco. Quando o signo Ascendente é um signo de água e a Lua está colocada na 7ª casa, o nascimento ocorre num barco.

Quando há um signo de água no Ascendente e a Lua também está colocada num signo de água, o parto ocorre na água; quando a Lua está na fase cheia e lança aspeto para o Ascendente e este é um signo de água, o parto far-se-á na água; o mesmo ocorre quando a Lua está colocada na 4ª ou 10ª casa a partir do Ascendente.

Quando a Lua está no Ascendente e Saturno está colocado na 12ª casa e recebe o aspeto de um planeta maléfico, o parto ocorre numa prisão.

Quando Caranguejo ou Escorpião estão no Ascendente e Saturno está aí colocado e recebe o aspeto da Lua, o parto ocorrerá num lugar abandonado.

Quando um signo de Água está no Ascendente e Saturno está aí colocado e recebe o aspeto de Mercúrio, o parto ocorre numa casa de prazer; se recebe o aspeto do Sol, o parto ocorre num local religioso; e se recebe o aspeto da Lua o parto ocorrerá num terreno estéril.

Se um signo bípede estiver no Ascendente e Saturno estiver aí colocado, recebendo o aspeto de Marte, o parto ocorrerá junto de um crematório; se receber o aspeto de Vénus ou da Lua, ocorre num local agradável e bonito; se recebe o aspeto de Júpiter, ocorre num local sagrado; se receber o aspeto do sol ocorre num local institucional com autoridade do Estado; se receber o aspeto de Mercúrio, corre no local de trabalho de um artista.

O nascimento ocorre em locais representados pelos  navamsas do signo Ascendente ou pelo  signo Ascendente, o que for mais forte dos dois. E, caso o signo ou navamsa sejam cardinais, o parto ocorrerá em estrada, se o signo ou navamsa for um signo fixo, ocorrerá num edifício; se o signo ou navamsa for vargottama, o parto ocorrerá na casa da mãe.

Quando, no momento do nascimento, Marte e Saturno estão ambos num mesmo signo e o Sol ou a Lua está na 5ª ou 9ª casa a partir deles, a criança será abandonada pela mãe. Porém, se o sol ou a Lua receberem o aspeto de Júpiter, e criança, embora abandonada, terá vida longa e confortável.

Mas, quando a Lua está no Ascendente e recebe o aspeto de um planeta maléfico (Marte ou Saturno)  e Marte está na 7ª casa; ou se a Lua está no Ascendente e Marte e Saturno estão na 11ª casa a partir da Lua, a criança abandonada pela mãe morrerá.

Quando  está presente a configuração descrita  e a Lua recebe o aspeto de um planeta benéfico como Júpiter, a criança abandonada não morrerá e será entregue a pessoas que cuidarão dela.

Mas, se existe aquela configuração e a Lua recebe o aspeto de um planeta maléfico, a criança cairá nas mãos de pessoas que não cuidarão dela e morrerá.

Quando a Lua está colocada num signo em conjunção com um planeta maléfico, a mulher sofrerá bastante no trabalho de parto.

Quando o planeta que rege o Ascendente no momento do nascimento está em movimento direto, o parto será natural. Se estiver retrógrado, o parto será irregular.

Quando o signo que rege o Ascendente se ergue com a cabeça, no nascimento a criança apresenta em primeiro lugar a cabeça, como é normal;  mas, se o signo se ergue pelos pés, no nascimento a perna da criança apresenta-se em primeiro lugar; quando se trata de um signo que se ergue ao mesmo tempo pela cabeça e pelos pés, as mãos da criança apresentam-se em primeiro lugar.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment