Períodos Dasa e Antardasa dos Planetas

espirais de tempo

Neste artigo falamos dos períodos dasa e antardasa dos planetas segundo um sistema dasa que é o preferido pelo autor de Brihat Jataka, Varahamihira.

Segundo Varahamihira, o primeiro período dasa  determina-se após analisar a força dos três elementos básicos : Ascendente, Lua ou Sol. O que for mais forte, terá o primeiro período dasa.

Os leitores não devem confundir os períodos descritos a seguir com o sistema vimsottari dasa, que é diferente.

Os períodos seguintes serão dos planetas que ocupam uma casa kendra a partir do elemento que foi considerado mais forte (Ascendente Sol ou Lua).

Segue-se o período dos planetas que ocupam uma casa panapara (ou sucedente) a seguir ao elemento mais forte e, por fim, o período dos planetas que ocupam casas apoklima (ou cadentes) a partir do elemento mais forte considerado.

Procede-se também do seguinte modo, quando não há planetas colocados num dos tipos de casas: se não houver planetas em casas kendra, passa-se para as casas panapara e para as casas apoklima, como segue.

Se não houver planetas em casas panapara passa-se diretamente para as apoklima, etc., seguindo esta ordem.

Quando há vários planetas colocados em cada um dos tipos de casas, começa-se pelo planeta mais forte e, sucessivamente, até ao mais fraco. Se, num certo tipo de casa ,há vários planetas com a mesma força , começa-se pelo que tem o período mais longo. Se ambos têm o mesmo poder e o mesmo período de anos, começa-se pelo planeta  que se ergue primeiro no Ascendente [1].

A duração dos períodos dasa de cada planeta é a referida antes, a saber: Sol- 19 anos; Lua- 25 anos; Marte- 15 anos; Mercúrio 12 anos; Júpiter 15 anos; Saturno- 20 anos e Vénus- 21 anos.

Os períodos dasa subdividem-se em períodos antardasa que começam com o próprio planeta que rege o dasa; segue-se o antardada do planeta que ocupa a mesma casa do planeta que rege o dasa, depois o do planeta que ocupa  a 5ª ou 9ª casa a partir do regente do dasa, depois do que ocupa a 7ª casa a partir do regente do dasa.

E depois segue-se o período antardasa do planeta que está colocado na 4ª ou 8ª casa a partir do regente do dasa.

Se houver vários planetas colocados na mesma casa que o regente do dasa, começa-se pelo mais forte . Depois, se houver planetas colocados nas casas seguintes referidas na ordem indicada (5ª ou 9; 7ª; 4ª ou 8ª) começa- se pelo período antardasa do mais forte  e sucessivamente , respeitando-se a ordem das casas indicada em cada subperíodo.

Quanto à duração dos períodos antardasa, segundo o autor, o período do planeta que rege o dasa deve ter uma duração de metade da duração do dasa do planeta em causa; o subperíodo de planetas colocados na 5ª ou 7ª casa dura um terço desse tempo; o do planeta na 7ª casa, tem a duração de um sétimo; o subperíodo de planetas na 4ª ou 8ª casa é de um quarto.

O autor esclarece depois alguma nomenclatura: o período dasa de um planeta colocado no signo de exaltação chama-se Sampoorna.  O período de um planeta colocado  no navamsa de exaltação, mooltrikona ou navamsa amigo também se chama Misraphala, ; o período dasa de um planeta colocado no signo de debilitação chama-se Rikta.  O dasa de um planeta colocado em navamsa inimigo chama-se  Anishta. Também se dá o mesmo nome a um planeta colocado no grau de máxima debilitação. Também se dá o nome de Adhama a este período.

Poorna indica prosperidade . adhama indica destruição e miséria. Rikta indica pobreza e miséria. Misraphala indica efeitos mistos, bons e maus.

Ascendente– De acordo com o drekkana que se ergue primeiro no horizonte (Ascendente) – 1º, 2º ou 3º- assim o Ascendente se classifica como Adhama ou Asubha ; Madhyama ou Sama; Uttama ou Ishta quando  o signo Ascendente é mutável;

Se o Ascendente for um signo Cardinal o 1º drekkana é Uttama, ou Ishta o 2ª é Madhyama ou Sama  e o 3º é Adhama ou Asubha.

Quando o signo Ascendente é  um signo fixo, o 1º drekkana é Adhama, o Asubha ;  o 2º é Uttama Ishta ou  3º é Madhyama ou Sama.

A classificação Uttama significa prosperidade; Adhama significa miséria; Madyama significa uma mistura entre bons e maus resultados. E esse será o resultado do período dasa do Ascendente.

Dasas Naisargika- estes dasas também ditos naturais são pela ordem indicada, o da Lua, Marte, Mercúrio, Vénus, Júpiter, Sol, Saturno. A duração destes é, respetivamente, 1, 2, 9, 20, 18, 20 e 50 anos.

Indicadores de Prosperidade do Período Dasa

Segundo o autor, quando os dasa naisargika e dasas comuns acontecem em simultâneo para o mesmo planeta, isso é indicador de prosperidade. Yaneswara considerou que o último Naisargika dasa é o do Ascendente  e indica prosperidade.

Mas esta opinião não é aceite por todos os estudiosos, o que não admira pois tal dasa ocorreria aos 120 anos idade, que a maioria dos seres humanos de hoje não atinge.

Quando o planeta que rege  o período dasa ou algum dos seus amigos planetários está colocado no Ascendente[1] ou se o Ascendente cai na divisão (varga[2]) do planeta que rege o período dasa; ou ainda se há um planeta benéfico colocado no Ascendente;

Ou ainda se o planeta que rege o período dasa está colocado na 3ª, 6ª, 10ª ou 11ª casa (casas upachaya), o seu período dasa será de prosperidade.

Quando a Lua está colocada num signo amigo do regente do período dasa ou está colocada no signo de exaltação do planeta que rege o período dasa ou no signo de exaltação do planeta que rege a 8ª, 6ª, 10ª, 11ª 5ª ou 9ª casa a partir da casa de colocação do planeta que rege o dasa, trará prosperidade. Mas se a Lua estiver colocada numa casa que não obedece a nenhuma destas condições, trará miséria no seu antardasa.

Estes efeitos da Lua fazem-se notar quando esta transita pelo planeta regente do período dasa e do planeta regente do subperíodo ou antardasa.

Quando há um planeta benéfico ou amigo temporário no Ascendente (vide nota 13) que é também grande amigo[3] do planeta que rege o período dasa, o período será de grande prosperidade. Se tal planeta for inimigo do planeta que rege o período dasa, o período não trará prosperidade.

Se esse planeta for neutro em relação ao planeta que rege o período dasa, apenas os efeitos comuns do período se verificarão. Deste modo, a presença de um planeta amigo ou inimigo do planeta que rege o dasa, no Ascendente da carta, levantada para o início do período dasa, acrescenta efeitos positivos ou negativos ao período conforme o caso.

Quando o início de um período dasa coincide com o trânsito da Lua pelo signo Caranguejo, o nativo ficará rico, terá acesso a muitos confortos e aumentará o seu status.

Mas, se no início do período, a Lua está a transitar por um dos signos de Marte, Carneiro ou Escorpião, a esposa cometerá adultério, segundo o autor (cautela com a interpretação demasiado estrita).

Quando, no início de um período dasa, a Lua transita por um dos signos de Mercúrio, Gémeos ou Virgem, o nativo tornar-se-á mais instruído nesse período, tornar-se-á mais sociável , terá mais amigos e tornar-se-á rico.

Se a Lua ocupar o signo Leão no início de um período dasa, o nativo irá viver para uma floresta densa. Isto nos dias de hoje pode significar mudar-se para uma das grandes cidades de betão.

Quando, no início de um período dasa, a Lua ocupa um dos signos de Vénus, o nativo terá acesso, nesse período a refeições sumptuosas.

Quando, no início de um destes dasas, a Lua está num dos signos de Saturno, Capricórnio ou Aquário, a mulher tornar-se-á má. (o autor não explica o que isso significa mas podemos inferir que adquirirá algumas das qualidades menos brilhantes de Saturno).

Quando, no início de um período dasa, a Lua ocupa um dos signos de Júpiter, Sagitário ou Peixes, o nativo ficará rico, será feliz e respeitado.

Dos exemplos que acabámos de descrever, podemos inferir que o método usado pelo autor, de levantar uma carta para a hora exata na qual se inicia novo período dasa (repare-se que estes períodos aqui descritos não são o sistema mais conhecido de vimsottari dasa) dá grande importância à posição dos elementos básicos da carta, o Ascendente e  a Lua  e à relação entre os planetas e estes dois pontos de referência.

Um elemento importante para a aprendizagem será comparar os efeitos destes dois  tipos de dasa com a vida de pessoas bem conhecidas para testar a sua efetividade. No próximo artigo daremos a descrição dos efeitos de cada período dasa dos planetas.

 

[1]  Este Ascendente corresponde ao signo que, na hora em que se inicia o período dasa, está a ascender, e não ao Ascendente da hora de nascimento. É deste modo necessário levantar uma carta para o início de cada período dasa para analisar estas regras.

[2] Refere-se a uma das cartas divisionais: D-2, D-3, D-9, etc.

[3] Na relação permanente com o planeta. O autor está aqui a usar os dois modos de relação entre os planetas: as relações temporárias, relacionadas com a posição relativamente ao Ascendente e as relações naturais ou permanentes.

Também Poderá Gostar de Ler

Leave a Comment